X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Da ponta para lateral, Piton contou com corintiano para brilhar no Vasco

Na primeira temporada no Corinthians, Piton foi campeão do Mundial de Clubes sub-18



Imagem ilustrativa da imagem Da ponta para lateral, Piton contou com corintiano para brilhar no Vasco
Lucas Piton é um dos destaques do Vasco |  Foto: Reprodução/Instagram Lucas Piton

Dono da lateral esquerda do Vasco desde quando foi contratado, no começo do ano passado, Lucas Piton contou com um empurrão do acaso para atuar na posição, ainda na base do Corinthians. Após alcançar o elenco profissional, teve Fábio Santos como um dos conselheiros.

"Eu era ponta direita e surgiu uma brecha na lateral esquerda, no terceiro time. E foi ali que tudo começou a andar", diz o jogador.

A MUDANÇA

Piton foi chamado para a lateral para um amistoso, já no Sub-20. Ele atuou no futsal até quase os 18 anos, e fez a transição para o campo como ponta direita.

O técnico do sub-20 do Corinthians era o ex-lateral Dyego Coelho. Ele colocou à mesa a possibilidade de atuar em outro setor.

"Ele perguntou se eu fazia, para um amistoso. E foi ali que tudo começou a andar. E como ele era lateral, ajudou na questão de posicionamento", afirma Piton.

AJUDA DE FÁBIO SANTOS

Na promoção para o elenco profissional, Piton enfrentou os conhecidos obstáculos. Porém, ele teve os conselhos de Fábio Santos

Fábio, à época, era um dos mais experientes do elenco do time alvinegro paulista. Eles eram companheiros de posição e o Fábio conversava bastante com o jovem.

Fábio Santos se aposentou dos gramados no fim do ano passado, aos 38 anos. Ele teve passagens por São Paulo, Grêmio, Corinthians, Atlético-MG, dentre outros no país e no exterior.

Piton tenta repetir o gesto. O camisa 6 afirmou que tenta ajudar Leandrinho e Julião, jovens laterais do clube cruzmaltino.

"Quando subi para o profissional, era o [Danilo] Avelar e o Carlos Augusto. Aprendi muitas coisas. E quando o Fábio chegou, me ajudou tanto em posicionamento, quanto na parte psicológica. Coisas extracampo e dentro de campo. Se tornou um espelho. nesta sexta-feira (23), tento ajudar ao máximo, assim como me ajudaram lá atrás", diz Piton.

COMEÇO NAS QUADRAS

Piton começou no futsal. Na primeira temporada no Corinthians, foi campeão do Mundial de Clubes sub-18, em final contra o Barcelona. Paralelamente a isso, buscava oportunidades no campo.

"Comecei no futsal e vi que é um esporte que eu podia evoluir, mas pensando no campo. Acredito que me ajudou em muitas coisas... E ganhou meu coração. Tenho amigos no futsal até nesta sexta-feira (23), assisto aos jogos", disse.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: