X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Corinthians confirma saída e marca despedida de Paulinho: 'Gratidão por um clube gigantesco'


A partida contra o Racing-URU nesta terça-feira, às 19h, na Neo Química Arena, pela sexta rodada da Copa Sul-Americana, ganhou uma importância a mais para o Corinthians do que apenas decidir quem irá terminar na liderança do Grupo F. O clube anunciou que o duelo marcará a despedida do volante Paulinho, um dos principais ídolos do clube dos últimos anos.

A saída de Paulinho ocorre dias após Cássio deixar o clube para reforçar o Cruzeiro. O futuro do volante ainda é uma incógnita, mas a sua saída encerra um ciclo dentro do clube, que passará a não ter mais nenhum jogador do elenco de 2012, um dos anos mais marcantes para a instituição.

"Infelizmente os ciclos chegam ao fim. Essa decisão foi pensada com a família e eu acho que a palavra mais correta é gratidão por tudo que o Corinthians me proporcionou e me transformou em um jogador da seleção brasileira. Eu devo boa parte da minha vida ao Corinthians. É o clube que eu amo. O Corinthians é uma cultura. Para estar aqui, você precisa entender o que é a cultura que se chama Corinthians. Infelizmente chega esse momento de despedida. É ruim, mas eu olho para trás e enxergo que eu dei o meu melhor com essa camisa", afirmou o jogador com os olhos lacrimejados e claramente emocionado com a decisão.

Paulinho esteve em campo pelo Corinthians em 218 oportunidades, com 108 vitórias, 59 empates e apenas 51 derrotas. Foram quatro títulos e 40 gols, marcados, o mais importante, segundo o atleta, saiu na vitória sobre o Vasco, por 1 a 0, no Pacaembu, pelas quartas de final da Libertadores. O jogo em questão ainda teve a defesa emblemática de Cássio no chute de Diego Souza.

"Foi o gol mais importante da minha carreira. No mínimo uma vez na semana eu vejo esse gol. Sou privilegiado por ter participado daquele momento e poder dar alegria ao torcedor corintiano", disse. 'O Corinthians me proporcionou quatro títulos importantes, principalmente a Libertadores, que era tão sonhada pelo torcedor e eu fiz parte dessa história. Eu posso olhar para trás e ver que fiz um ótimo trabalho, com muito respeito e profissionalismo. Tenho uma enorme gratidão pelo clube por me proporcionar todos esses momentos."

Além da Libertadores de 2012, Paulinho conquistou um Paulistão (2013), um Brasileirão (2011) e um Mundial (2012). O volante ficou no Corinthians, após boa passagem pelo Bragantino, entre os anos de 2010 e 2013. Saiu para o Tottenham. Jogou também no Guangzhou Evergrande, da China, Barcelona, e Al-Ahli, da Arábia Saudita. Voltou em 2022, mas sofreu com lesões e não conseguiu se firmar. Mesmo assim, mandou um recado para os jogadores que permanecerão no clube.

"Se doem e se entreguem para esse time. O Corinthians é gigantesco. Vocês precisam entender que esse clube é uma cultura. Ele te leva para lugares que vocês nem imaginam", finalizou.

TREINO

Com Paulinho, que deve ficar como opção no banco de reservas no duelo diante do Racing-URU, o técnico António Oliveira realizou nesta segunda-feira o último treino no Centro de Treinamento Dr. Joaquim Grava antes do embate na Sul-Americana. Para este desafio, o comandante alvinegro não contará com o lateral-esquerdo Diego Palacios (lesão crônica de cartilagem no joelho esquerdo) e com o atacante Pedro Henrique (lesão no músculo posterior da coxa esquerda).

O zagueiro Raul Gustavo também é desfalque por cumprir seu terceiro e último jogo de suspensão pelo cartão vermelho recebido na terceira rodada da competição continental, contra o Argentinos Juniors-ARG.

Para terminar na liderança do Grupo F, o Corinthians precisa vencer o Racing por qualquer placar. Na Sul-Americana, o primeiro colocado avança diretamente para as oitavas de final. O segundo disputará um playoff com um dos times eliminados da Libertadores.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: