X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Confederação de atletismo lamenta destruição da pista do Ibirapuera para evento de drift


A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) lamentou a destruição da pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo, o Ibirapuera, para a realização de um evento de automobilismo no mesmo local, no próximo mês. Para a CBAt, a disputa de uma competição de drift no estádio poderá danificar também a estrutura abaixo da pista de borracha.

"A CBAt recebeu com perplexidade a notícia, veiculada pelas redes sociais, e lamenta profundamente a utilização da 'pista' de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Mello, o Ibirapuera, localizado no Complexo Esportivo Constâncio Vaz Guimarães, para a realização de etapa da Ultimate Drift, anunciada para 9 e 10 março", disse a entidade, em nota.

A destruição da pista foi veiculada nas redes sociais pela organização do Ultimate Drift há uma semana. Um vídeo mostra um trator arrancando a camada de borracha da pista. "Há o temor pelo comprometimento também da estrutura da pista, além da deterioração da borracha", registrou a CBAt.

De acordo com a confederação, o piso do estádio não foi projetado para receber provas de automobilismo. "A CBAt vem a público para informar sua imensa indignação por ver o templo do atletismo paulista, que recebeu competições internacionais importantíssimas, com a presença de campeões olímpicos e mundiais do Brasil e do mundo, e foi a casa de treinamento de campeões mundiais e olímpicos, deteriorada e, talvez, destruída."

O presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos, reforçou a crítica. "Não existe prova de automobilismo em pista de atletismo. É inaceitável. Nada contra o drift ou o automobilismo, mas provas de automobilismo são realizadas em autódromos", declarou.

O dirigente afirmou que entrou em contato com a Secretaria de Estado de Esportes de São Paulo. Segundo Motta Campos, a secretaria informou que a remoção da borracha para o evento de drift facilitaria uma futura reforma do local. "Confesso que temos uma preocupação enorme, pela estrutura, e principalmente pelo histórico. Quando mudamos a função da pista isso acaba por distanciar o propósito", disse o presidente do Conselho de Administração da CBAt.

Ainda de acordo com a confederação, a cidade de São Paulo não tem pista em condições de receber edições de GPs internacionais e o próprio Troféu Brasil atualmente.

Também em comunicado, a Comissão de Atletas da CBAt também lamentou a destruição da pista. "Lamentamos ver mais um templo do atletismo brasileiro sendo transformado para outros fins, sem considerar sua importância histórica e estratégica para o desenvolvimento da modalidade. Gostaríamos que as autoridades governamentais entendessem os impactos intangíveis que tais estruturas trazem a sociedade."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: