X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Com um a menos, Santos marca no fim e fica em vantagem na Sul-Americana

| 13/08/2021 06:40 h | Atualizado em 13/08/2021, 06:54

Um gol contra marcado nos acréscimos deixou o Santos mais perto das semifinais da Copa Sul-Americana. A equipe alvinegra estava com um jogador a menos, mas conseguiu buscar uma suada vitória por 2 a 1 sobre o Libertad, na noite de quinta-feira (12), na Vila Belmiro, na partida que abriu o confronto das quartas de final.

Com um a menos, Santos marca no fim e fica em vantagem na Sul-Americana
Com um a menos, Santos marca no fim e fica em vantagem na Sul-Americana |  Foto: Divulgação/Twitter

O lance no finalzinho dá aos comandados de Fernando Diniz a possibilidade de jogar pelo empate na próxima quinta (19), em Assunção. Como os gols marcados fora de casa são critério de desempate, os paraguaios poderão avançar com um triunfo por 1 a 0, mas, dadas as circunstâncias do duelo no Brasil, os santistas não lamentaram o resultado.

Foi um jogo de altos e baixos, no qual os donos da casa abriram o placar em cobrança de pênalti de Sánchez, no primeiro tempo. No segundo, eles se complicaram com a expulsão de Kaiky e o gol marcado justamente na cobrança da falta do cartão vermelho. Quase na jogada final, no entanto, Barboza balançou a própria rede.

A expulsão de Kaiky complica as coisas na zaga do time, que não pode contar com jogadores importantes em mais de um setor –o atacante Marinho, peça de confiança na temporada passada, ficou fora por conta de uma pancada na coxa.

Uma coincidência do jogo foi que os dois primeiros gols saíram em bolas paradas. O Santos teve a oportunidade primeiro, por conta de uma intervenção do VAR, que viu toque de mão de um jogador do Libertad dentro da grande área. O árbitro da partida revisou e marcou sem pestanejar. Sánchez balançou a rede.

No segundo tempo, o Libertad se empolgou e Kaiky foi obrigado a matar a jogada quando o atacante Melgarejo já estava quase cara a cara com o goleiro João Paulo. Bocanegra bateu ao redor da barreira, sem chances de defesa. Aos 47 do segundo tempo, Lucas Braga rabiscou a defesa do Libertad e mandou para o meio da área, na direção de Marcos Guilherme. Barboza desviou para a própria rede e definiu o jogo.

O Santos já joga com uma defesa jovem. O lateral esquerdo Felipe Jonatan, que levou amarelo durante o jogo, tem só 23 anos. Kaiky, 17. Wagner Leonardo, que entrou para tapar o buraco no setor, também é um dos mais novos, com 22 anos. Já Madson, lateral direito, e o zagueiro Luiz Felipe têm mais experiência, com 29 e 27 anos respectivamente. O goleiro João Paulo tem 26.

Embora tenha chegado à final da edição passada da Copa Libertadores, onde foi derrotado pelo Palmeiras, o Santos não conseguiu repetir o bom desempenho neste ano. No Campeonato Brasileiro, o time ocupa a oitava colocação, com 20 pontos conquistados em 15 jogos, e enfrenta o Fortaleza no próximo domingo (15). O alvinegro está nas quartas de final da Copa do Brasil e terá como adversário o Athletico Paranaense.

SANTOS
João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho, Jean Mota e Carlos Sánchez; Marcos Guilherme, Lucas Braga e Pirani (Wagner Palha). T.: Fernando Diniz

LIBERTAD
Martín Silva; Camilo Mayada, Diego Viera, Alexander Barboza e Vangioni; Héctor Villalba (Franco), Bocanegra, Martínez H, Martínez R (Cardozo) e Ferreira; Melgarejo. T.: Daniel Garnero

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Juiz: Leodan Gonzalez (URU)
Cartões amarelos: Villalba (Libertad); Felipe Jonatan, Wagner Palha (Santos)
Cartão vermelho: Kaiky (Santos)
Gols: Carlos Sánchez, aos 43min do primeiro tempo, e Barboza (contra), aos 48min do segundo tempo (Santos); Bocanegra, aos 14min do segundo tempo (Libertad)

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS