X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Com técnico interino, Botafogo bate Audax e mantém chances de classificação no Carioca


Em meio a uma semana turbulenta, o Botafogo precisava voltar suas atenções para o Campeonato Carioca. Pela penúltima rodada da Taça Guanabara, o time alvinegro venceu o lanterna Audax por 1 a 0, neste sábado, no Engenhão.

O resultado manteve o time com chances de classificação para as semifinais. O Botafogo ocupa o quarto lugar da tabela, com 17 pontos. O líder é o Flamengo, com 21. Somente os quatro primeiros colocados avançarão à semifinal.

A semana não foi fácil para os botafoguenses. Depois do empate na última quarta-feira com o Aurora, na Bolívia, pela fase preliminar da Copa Libertadores, torcedores picharam os muros do Engenhão em protesto contra os resultados recentes do clube. O centroavante Tiquinho Soares, que desperdiçou um pênalti no jogo, foi o principal alvo da manifestação.

A situação estava tensa também dentro do clube. O técnico Tiago Nunes foi demitido na quinta-feira. Assim, o time foi comandado por Fábio Matias, auxiliar técnico fixo do clube, que poupou alguns titulares visando a partida da volta contra o Aurora, pela Libertadores, no meio de semana.

O Botafogo começou o jogo em cima do Audax e teve uma chance logo a um minuto de jogo, com Júnior Santos, que dominou entre dois adversários e chutou de voleio. o goleiro Max usou o corpo para fazer a defesa. O gol saiu aos 2 minutos. Kauê recebeu pelo meio e mandou para Diego Hernández, que dominou sozinho e chutou no canto esquerdo de Max.

Após o gol, o Botafogo baixou o ritmo e permitiu alguns contra-ataques ao Audax, mas sem sucesso. Aos 19, Diego Hernández recebeu de Júnior Santos na entrada da área e chutou rasteiro de esquerda. Max defende no canto direito.

O Botafogo trocou passes no campo de ataque, mas encontrou dificuldade para encontrar espaços pelo meio, enquanto o Audax Rio tentava se defender.

No segundo tempo, o Botafogo seguiu a pressão e marcou logo na saída de bola, aos 2 minutos. Kauê recebeu lançamento pelo lado esquerdo da área e cruzou. Janderson cabeceou e ampliou para a equipe e o alívio da torcida.

Para o Audax, restava tentar virar o jogo para continuar na primeira divisão do Campeonato Carioca, mas o time ainda não pontuou no campeonato e marcou apenas um gol. Aos 29, Clisman arriscou chute forte de fora da área e manda por cima do gol, sem perigo para Gatito Fernández. Logo depois, aos 32, Júnior Santos cruzou da ponta direita para Janderson, mas o centroavante não alcançou.

Por volta dos 43 minutos, Janderson carregou da direita para o meio, é atrapalhado por Matheus Nascimento e acaba finalizando em cima da marcação.

Ao final do jogo, o Botafogo apenas tocava a bola, esperando a partida terminar, enquanto o Audax era rebaixado à segunda divisão do Campeonato Carioca.

FICHA TÉCNICA:

AUDAX 0 X 2 BOTAFOGO

AUDAX - Max; Arlen (Diego Miticov), Igor Silva, Marcos Arthur e Paulo Victor; Ramon e Vinícius (Clisman); Rodriguinho, Bruno Paulo e Acácio (Edilson); Igor (Fabinho). Técnico: Luciano Quadros.

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Ponte, Bastos, Lucas Halter e Marçal; Kauê (Newton), Marlon Freitas (Grégore), Diego Hernández (Matheus Nascimento) e Savarino; Júnior Santos e Tiquinho Soares (Janderson). Técnico: Fábio Matias (auxiliar técnico).

GOLS - Diego Hernández, aos 2 minutos do primeiro tempo. Kauê, aos 2 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Grégore, Paulo Victor, Mateus Nascimento, Marçal, Arlen.

ÁRBITRO - Bruno Mota Correia.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: