X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Com dois de Patrick, Nova Venécia abre vantagem contra o Brasiliense na Série D

O atacante comemorou a vantagem e o fim do jejum de gols e vitórias

Marcos Barcelos | 24/07/2022 18:19 h

Nova Venécia e Brasiliense
Nova Venécia e Brasiliense |  Foto: Thiago Félix/Nova Venécia FC
 

O Nova Venécia abriu uma boa vantagem diante do Brasiliense, na tarde deste domingo (24), pelo jogo de ida da segunda fase da Série D do Brasileirão. Com dois gols de Patrick e um de Caio Monteiro, o time capixaba venceu a equipe candanga por 3 a 1, no Estádio Zenor Pedrosa Rocha, em Nova Venécia.

Com o resultado, o Nova Venécia pode perder por apenas um gol de diferença na partida de volta que se classifica às oitavas de final. Caso o Jacaré devolva o placar de dois gols, a decisão da vaga irá para os pênaltis. O jogo decisivo acontece no Estádio Abadião, em Brasília/DF, no próximo domingo (31), às 15h30.

Nas oitavas, o vencedor de Nova Venécia e Brasiliense encara a equipe que se classificar no duelo entre Aimoré/RS e Portuguesa/RJ. A partida de ida, disputada no Estádio Luso Brasileiro, no Rio de Janeiro, terminou em 1 a 0 para os gaúchos.

Autor de dois gols, o atacante Patrick comemora a vantagem criada e o fim do jejum de gols e vitórias.

“Estava há três jogos sem fazer gols, estava me cobrando bastante, mas fui bastante feliz e ajudar a sair daqui com uma boa vantagem. Trabalhamos bem a semana toda, estávamos sem vencer há alguns jogos, mas agora é descansar. Foi muito importante essa vitória, porém não tem nada ganho”.

O jogo

O Nova Venécia terminou com a última vaga do Grupo A6 para o mata-mata da Série D, enquanto o Brasiliense foi o líder do Grupo A5 e dono da segunda melhor campanha geral da competição, ficando apenas atrás do Retrô/PE.

Entretanto, quando a bola rolou, as diferenças sumiram e o Nova Venécia partiu para cima da equipe candanga. Com sete minutos de jogo, começou a brilhar a estrela do atacante Patrick, que recebeu a bola, girou diante do zagueiro e acertou um belo chute de fora da área, no ângulo direito do goleiro Edmar Sucuri: 1 a 0.

Cinco minutos depois, no entanto, o Brasiliense chegou ao empate. Em falta cobrada pelo meia Zotti, Wallace pegou o rebote e chutou no canto de Paulo Henrique.

O gol não intimidou o Nova Venécia que seguiu em cima do adversário. De tanto martelar, a equipe capixaba chegou ao segundo gol. Aos 25 minutos, o meia Arthur bateu cruzado, Edmar Sucuri não conseguiu encaixar a bola com as mãos e soltou ela nos pés de Patrick, que empurrou para as redes.

Na segunda etapa, o Brasiliense ensaiou uma pressão em busca do empate, mas pouco produziu. Enquanto isso, o Nova Venécia segurava o ímpeto do adversário até os 34 minutos, quando resolveu liquidar a fatura. 

Em uma disputa de bola com o atacante Odilávio, o lateral direito Andrezinho tentou dar um chutão, mas acabou mandando a bola para dentro da sua própria área. Caio Monteiro, livre na área, só completou para o gol: 3 a 1 para os capixabas.

O quarto gol só não saiu aos 45 minutos porque, desta vez, Edmar Sucuri fez um milagre ao impedir o gol de Junior Ramos, em cima da linha.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS