X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Collins derruba Rybakina na final de Miami e fatura maior título da carreira


Em sua temporada de despedida do circuito profissional, a tenista americana Danielle Collins voltou a brilhar neste sábado. Ela se sagrou campeã do WTA 1000 de Miami, nos Estados Unidos, ao vencer na final a casaque Elena Rybakina, atual número quatro do mundo, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3, em 2h02min.

Trata-se da maior conquista da carreira de Collins, de 30 anos. A americana levantou apenas o seu terceiro troféu em nível WTA, sendo o primeiro deste ano. Até então, seu mairo feito havia sido o vice-campeonato do Aberto da Austrália, em 2022. Collins é a atual 53ª do ranking, mas já figurou em 7º lugar há dois anos. Deve subir para o 22º posto na atualização da lista da WTA, na segunda-feira.

O título chama mais atenção por ser na última temporada da tenista, que anunciou no início do ano que se aposentaria ao fim deste ano para poder formar uma família. Ela já revelou publicamente que tem o sonho de se tornar mãe. Collins também alegou que vem enfrentando seguidos problemas de saúde nos últimos anos, como uma artrite reumatóide, problema crônico nas articulações do corpo, e uma endometriose.

Mas, curiosamente, a tenista dos EUA vem fazendo suas melhores apresentações da carreira justamente no seu último ano no circuito. Nos últimos dias, ela insistiu que manterá seus planos de aposentadoria, apesar das seguidas perguntas sobre o tema ao longo do torneio em Miami.

Na final deste sábado, o primeiro set foi marcado por oscilações de ambos os lados. Rybakina, campeã de Wimbledon de 2022, começou melhor ao obter a primeira quebra de saque da partida. Collins, contudo, não se abateu com o revés e se manteve concentrada na partida. Após uma série de quebras, para ambas as tenistas, a americana se impôs em quadra e abriu vantagem no jogo ao fechar a parcial por 7/5.

O segundo set teve início com Collins na frente, ao faturar a primeira quebra de saque da parcial, abrindo 2/0. A rival casaque até devolveu a quebra, na sequência, mas a americana manteve a confiança em alta e pouco oscilou em seus games de saque. Collins obteve outra quebra no oitavo game e abriu caminho para sacramentar a vitória em seu quarto match point.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: