X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Cícero Souza é o novo gerente de seleções da CBF e chega para montagem 'equipe competitiva'


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) continua reformulando sua diretoria. Depois de efetivar Rodrigo Caetano na função de executivo, apresentou nesta terça-feira Cícero Souza, ex-Palmeiras, como novo gerente de seleções.

O profissional de 49 anos foi apresentado pelo presidente Ednaldo Rodrigues e chegou prometendo muito empenho par auxiliar o técnico Dorival Jr. E Rodrigo Caetano na montagem de uma seleção brasileira "competitiva", algo cobrado faz algum tempo pela torcida nacional.

"Já temos dois compromissos muito importantes (amistosos contra Inglaterra e Espanha, dias 23 e 26 de março) e logo na sequência vem a Copa América (em junho, nos Estados Unidos). Todo o trabalho visa a ser muito competitivo a curto prazo e esperamos contribuir nesse processo", disse Cícero, feliz com a nova oportunidade na carreira após quase 10 anos no Palmeiras.

"Muito feliz com a oportunidade de servir à casa-mãe do futebol brasileiro. Já me vejo muito envolvido com as áreas de atuação internas, trabalhando muito com a construção de processos, com análise de desempenho, com a área de saúde e a comissão técnica e interligando muito o futebol com os demais departamentos da CBF, como o jurídico, a comunicação e o marketing", completou.

O presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, não escondeu a satisfação com o novo profissional. "A CBF está fazendo também uma seleção forte fora do gramado. A CBF conhece o trabalho do Cícero. Por todos os clubes que passou, demonstrou muita dignidade, empenho e dedicação", disse Ednaldo. "Tenho absoluta certeza que na seleção brasileira ele vai traduzir tudo isso que representou nos clubes."

Cícero chega como indicação de Rodrigo Caetano, e sob bastante respaldo e confiança. "Desejo todo sucesso à comissão técnica e principalmente ao trabalho que está se iniciando com o Cícero. Quero também registrar o meu agradecimento à nossa amiga e presidenta Leila Pereira (do Palmeiras) por ter sido uma parceria no sentido de ajudar a seleção brasileira a ter os melhores profissionais", concluiu Ednaldo Rodrigues.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: