X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

China liberta jogador de futebol da Coreia do Sul após quase um ano de prisão


O meio-campista sul-coreano Son Jun-ho deixou a China e já está em seu país de origem após passar quase um ano preso no país vizinho, informou nesta segunda-feira o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul. Jun-ho, que já defendeu a seleção sul-coreana, havia sido preso por suspeita de corrupção.

As autoridades da Coreia do Sul anunciaram que o jogador já se encontra no país nesta segunda, mas não revelaram maiores detalhes sobre o caso. O ministério não confirmou quando aconteceu a viagem de volta e nem apresentou informações sobre a situação jurídica do atleta de 31 anos.

Son Jun-ho atuava profissionalmente no futebol da China quando foi detido no aeroporto de Xangai, em maio do ano passado por suspeita de ter recebido propina, em um suposto caso de manipulação de resultados.

Jun-ho jogou pelo Shandong Taishan e participou da conquista do Campeonato Chinês de 2021. Segundo o jornal South China Morning Post, de Hong Kong, informou no ano passado que as alegações de suborno diziam respeito a suspeitas de manipulação de resultados envolvendo o técnico da equipe, Hao Wei.

"Mantemos a comunicação com as autoridades chinesas através de vários canais para solicitar a sua cooperação para garantir um processo rápido e justo (para Son), ao mesmo tempo que nos comunicamos estreitamente com a sua família na Coreia do Sul", afirmou o ministério sul-coreano, em comunicado. O órgão revelou que realizou mais de 20 entrevistas consulares com Son para prestar assistência e garantir acesso a advogados.

O sul-coreano jogou sete temporadas no Pohang Steelers e no Jeonbuk Hyundai Motors, ambos do seu país, antes de ser contratado pelo Shandong Taishan, em 2021, com um contrato de quatro anos. Ele soma 18 partidas com a camisa da seleção da Coreia do Sul, algumas delas na Copa do Mundo de 2022, no Catar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: