X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Chefe da Ferrari aposta em Leclerc 'ainda melhor' após desencanto no GP de Mônaco de Fórmula 1


A primeira vitória do monegasco Charles Leclerc no caseiro GP de Mônaco, nas ruas de Montecarlo, servirão para deixar o piloto "ainda melhor" na luta pelo título da temporada de Fórmula 1. A aposta é do chefe da escuderia, Fred Vasseur, confiante após seu pupilo "tirar um peso das costas."

Com o triunfo de Leclerc deste domingo - já havia largado na pole duas vezes e jamais ido ao pódio em Montecarlo - e apenas a sexta colocação de Max Verstappen, da Red Bull, a diferença nas duas primeiras colocações caiu para apenas 31 pontos, deixando a briga pelo campeonato bastante aberta e com a Ferrari empolgada por causa do crescimento nas três últimas etapas.

"No ano passado acho que ele (Leclerc) estava um pouco nervoso e desde o início do fim de semana um pouco tenso. Este ano ele esteve muito mais tranquilo desde o início, fez um fim de semana fantástico, sempre voando", elogiou Vasseur.

"Talvez não tenha sido, do ponto de vista externo, a corrida mais emocionante da temporada, mas sabíamos que depois da bandeira vermelha teríamos que fazer 76 voltas com o mesmo conjunto de pneus e pedimos a ele que diminuísse a velocidade e ele estava talvez três ou quatro segundos no ritmo nesta fase. Mas ele sempre foi capaz de administrar a situação", continuou o chefe da Ferrari, apostando em crescimento de seus pilotos.

"(A vitória) vai impedir que perguntem a cada ano o que poderia acontecer em Mônaco. (A falta de sorte) ficou para trás. Foi importante, há anos que ele carregava uma espécie de peso sobre os ombros por causa da vitória em Mônaco", revelou. "Não havia dúvida de que ele estava sob pressão. Mas não se trata apenas de Mônaco, acho que provavelmente pela sua própria autoconfiança e pela abordagem que ele tem em todos os outros eventos, Charles dará um passo à frente com certeza, ficará ainda melhor."

Mesmo ciente que será substituído por Lewis Hamilton no próximo ano, o espanhol Carlos Sainz também vem recebendo elogios pelo profissionalismo e pela postura em pista. "Carlos fez exatamente o mesmo trabalho (que Leclerc), e isso foi ainda mais difícil porque pedimos a ele que não ficasse muito longe de (Oscar) Piastri para cobrir um potencial Safety Car, mas também para desacelerar (Lando) Norris para (George) Russell", disse Vasseur. "Estou mais do que satisfeito com o trabalho que fez."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: