X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Chapecoense e Ponte Preta empatam sem gols em duelo adiado por duas vezes na Série B


Chapecoense e Ponte Preta ficaram no empate sem gols no duelo que foi adiado duas vezes e fechou as disputas da sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, nesta terça-feira. Na primeira etapa na Arena Condá, em Chapecó, o time da casa levou vantagem, mas depois do intervalo os paulistas criaram as melhores chances.

Com o resultado, a Ponte Preta chegou ao terceiro jogo sem vitória e aparece na 14ª colocação com seis pontos, em seis jogos. A Chapecoense aparece logo acima, em décimo, com dez, mas vem de quatro jogos de jejum.

O confronto aconteceu nesta tarde de terça-feira após ser adiado duas vezes por conta de problemas climáticos que atingiram Chapecó e fizeram com que o aeroporto da cidade ficasse fechado. O duelo estava agendado para domingo às 16h, depois mudou para segunda-feira, às 19h, mas como a delegação paulista só conseguiu embarcar após o almoço de segunda-feira, o jogo aconteceu apenas nesta terça.

A Chapecoense começou com mais posse de bola e chegando ao ataque com facilidade, mas não conseguiu criar nenhuma chance clara nos primeiros minutos. Aos 33, até balançou as redes com Mário Sérgio, mas o atacante estava impedido e o árbitro invalidou o lance.

A resposta da Ponte Preta saiu apenas nos acréscimos e foi a principal chance do primeiro tempo. Aos 52, após um lançamento longo, Gabriel Novais foi avançando e bateu na saída de Matheus Cavichioli. O goleiro conseguiu se recuperar e fazer a defesa à queima roupa.

Na volta do intervalo, a intensidade da partida aumentou e as duas equipes foram ao ataque em busca de tirar o zero do placar. Logo aos 6 minutos, Thomás arriscou um chute forte de fora da área e obrigou Pedro Rocha a fazer uma difícil defesa. Do outro lado, a Ponte Preta trocava passes no campo defensivo e se arriscava em contra-ataques rápidos.

Mas foi a própria Chapecoense quem criou as melhores oportunidades dos minutos finais. A melhor delas veio em um chute forte de Marlone, de fora da área, no qual mais uma vez Pedro Rocha fez importante defesa. Já a Ponte Preta tentou com Jeh, de voleio, e depois com Dodô, em um chute cruzado, sem sucesso.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo pela sétima rodada da Série B. Logo às 16h, a Ponte Preta visita o Ituano, no estádio Novelli Júnior, em Itu. Mais tarde, às 18h30, a Chapecoense encara o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 0 PONTE PRETA

CHAPECOENSE - Matheus Cavichioli; JP Galvão (Ronaldo Mendes), Bruno Leonardo, Eduardo Doma e Mancha; Foguinho (Régis Tosatti), Rafael Carvalheira, Giovanni Augusto (Maílton) e Thomás (Marlone); Marcinho (Rômulo) e Mário Sérgio. Técnico: Umberto Louzer.

PONTE PRETA - Pedro Rocha; Igor Inocêncio, Luis Haquín, Sérgio Raphael e Gabriel Risso; Dudu Vieira (Dodô), Emerson (Emerson Santos), Lucas Buchecha (Ramon Carvalho) e Elvis; Iago Dias (Renato) e Gabriel Novais (Jeh). Técnico: João Brigatti.

CARTÕES AMARELOS - Eduardo Doma e Ronaldo Mendes (Chapecoense). Luis Haquín e Pedro Rocha (Ponte Preta).

CARTÃO VERMELHO - Matheus Régis (Ponte Preta)

ÁRBITRO - Bruno Pereira Vasconcelos (BA).

RENDA - R$ 100.780,00.

PÚBLICO - 5.254 total.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: