X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Caso Robinho: imprensa internacional repercute decisão do STJ

Nove ministros foram a favor de o jogador cumprir a sentença de nove anos em regime fechado no País e dois foram contra


Imagem ilustrativa da imagem Caso Robinho: imprensa internacional repercute decisão do STJ
STJ decidiu que Robinho deve cumprir pena no Brasil |  Foto: Ivan Sartori / Santos FC

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira (20) que Robinho, condenado por estupro na Itália, deverá cumprir a pena pelo crime no Brasil. Ao todo, 11 ministros votaram: oito acompanharam o relator, Francisco Falcão, e foram a favor de o jogador cumprir a sentença de nove anos em regime fechado no País, e dois foram contra.

A Corte também pediu a prisão imediata de Robinho, e a Justiça Federal de Santos, onde o atleta vive, deve acatar a decisão. O jogador alega ser inocente.

Com a repercussão do julgamento do STJ, o caso Robinho foi destacado em meios de comunicação internacionais. Na Itália, onde o crime ocorreu, o jornal esportivo Gazzetta dello Sport enfatizou a decisão do tribunal brasileiro como um "golpe" para o jogador, e citou que ainda cabe recurso da determinação.

O também italiano Corriere dello Sport destacou uma "reviravolta" na situação de Robinho: "Ele cumprirá pena por estupro no Brasil", disse a publicação.

Já o britânico BBC ressaltou que o atleta atuava pelo Milan quando o crime ocorreu e detalhou as transferências de Robinho por clubes na carreira, tanto no Brasil quanto na China e na Europa. O atleta já vestiu as camisas de Santos, Real Madrid, Manchester City, Milan, Guangzhou Evergrande e Atlético-MG.

O The Sun, da Inglaterra, aponta que Robinho "vai finalmente cumprir os nove anos de prisão" à qual foi condenado. Além disso, a publicação destacou que, até a decisão do STJ, o atleta só poderia ser preso se saísse do Brasil.

ENTENDA O CASO ROBINHO

Robinho foi condenado na Itália pelo estupro de uma mulher albanesa em 2013. A decisão em terceira e última instância da justiça italiana, que determinou que o jogador cumpra nove anos de prisão, ocorreu em janeiro de 2022, quando o atacante já estava no Brasil. O Ministério de Justiça da Itália solicitou a extradição de Robinho no final de 2022, mas o pedido foi negado porque o governo do País não extradita cidadãos brasileiros.

Com isso, a justiça italiana requereu uma homologação de sentença, ou seja, pediu que a decisão ocorrida na Itália pudesse ter efeitos no Brasil. Vale ressaltar que o STJ não realizou novo julgamento sobre o caso ocorrido em 2013 ou discutiu a decisão tomada pelos italianos. À RecordTV, Robinho alegou ter provas de sua inocência e acusou a justiça italiana de racismo.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: