X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Capixaba comanda o Vasco neste sábado no clássico com Fla

| 10/10/2020 08:29 h

Alexandre Grasseli é técnico do time sub-20 do Vasco e terá sua primeira experiência no profissional.
Alexandre Grasseli é técnico do time sub-20 do Vasco e terá sua primeira experiência no profissional. |  Foto: Rafael Ribeiro/Vasco
Ainda sem o nome que vai substituir Ramon Menezes, demitido na última quinta-feira, o Vasco terá um capixaba como treinador interino no clássico de hoje, contra o Flamengo, às 17 horas, em São Januário: Alexandre Grasseli, técnico do time sub-20 cruz-maltino.

Natural de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, Grasseli tem vasta experiência com categorias de base, e chegou a treinar a equipe principal do Rio Branco no início do Capixabão de 2016, onde teve curta passagem.

Ele está desde o final de 2019 a frente da equipe sub-20 do Vasco.

“Sempre uma emoção muito grande. Sendo um funcionário do clube e envolvido no dia a dia, tendo uma grande oportunidade de estar a frente num clássico tão importante e valorizado por todos nós”, afirmou o treinador.

Grasseli disse ainda que será uma responsabilidade e um grande privilégio estar no clássico. “Vamos tentar aproveitar da melhor forma possível. O primeiro contato com os atletas foi muito bom e eu acredito que tudo vai correr bem a medida que a gente continue firme com o pensamento de fazer uma boa partida”.

Campello
O presidente Alexandre Campello se manifestou ontem sobre a demissão de Ramon Menezes. Em entrevista ao canal Pop Bola, o dirigente criticou as últimas atuações do time. “Qual seria o momento de fazer a troca? Quando entrar na zona do rebaixamento? Quando a vaca for para o brejo?”, disse, antes de completar:

“A partir do jogo contra o Santos, disputamos 30 pontos. Só conseguimos nove. Isso significa 30% de aproveitamento. É rendimento de quem está em penúltimo no Brasileiro. E aí, pergunto: era o momento? Estou esperando há seis jogos, venho de duas goleadas. No jogo contra o Botafogo, não demos um chute a gol. Jogamos contra clubes que estão abaixo na tabela”.

Questionado sobre o perfil do substituto a ser contratado, Campello admitiu que a ideia é apostar em um nome mais experiente: “Acho que a gente precisa de um treinador com mais peso, mais rodagem. Um treinador que consiga trazer para ele a responsabilidade, como foi com o Vanderlei (Luxemburgo, em 2019)”.

De Florianópolis, o técnico Dorival Júnior observa o interesse de Vasco e Corinthians em sua contratação. Demitido do Athletico/PR no fim de agosto, ele negou estar em negociação com o Vasco, que o colocou como um dos alvos, além de Felipão. “Fico feliz (de ter o nome falado no Vasco). Mas não existe nada”, afirmou Dorival. O nome de Felipão também é especulado.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS