X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Campeão, Carlos Alcaraz lembra que chegou a Roland Garros sem muito treino


Mais jovem tenista a vencer Grand Slams nos três pisos diferentes (saibro, grama e quadra dura), o espanhol Carlos Alcaraz, 21 anos e 1 mês, lembrou sua contusão no braço direito e agradeceu à sua equipe após o título em Roland Garros.

"Foi um trabalho incrível", afirmou Alcaraz na cerimônia do premiação após vencer o alemão Alexander Zverev. "No último mês, estávamos lutando muito com a lesão. Olhando para Madrid, não me senti bem. Na semana seguinte houve muitas dúvidas. Vim aqui e não pratiquei muito. Estou muito grato por ter a equipe e as pessoas que tenho por perto."

Em abril, após o Masters 1000 de Madri, no qual foi eliminado nas quartas de final, o espanhol passou por exames que apontaram um edema muscular. Ele então anunciou que não jogaria em Roma. Como já havia desistido de entrar na chave do Masters 1000 de Montecarlo e do Torneio de Barcelona, Alcaraz chegou a Roland Garros com apenas um torneio disputado no saibro. "Sei que todos na minha equipe estão dando o coração só para me fazer melhorar como jogador e como pessoa", afirmou. "Por isso estou muito grato e chamo vocês de time, mas é uma família."

Assim como já havia acontecido na Espanha, em abril, Alcaraz atuou nas quadras de Paris com uma proteção no antebraço direito. Na final contra Zverev, o espanhol chegou a solicitar o atendimento do fisioterapeuta, mas para tratar a perna esquerda.

Com 52 vitórias em 62 partidas de Grand Slams, Alcaraz foi saudado pelo adversário da final deste domingo. "Parabéns, Carlos. Terceiro Grand Slam aos 21 anos. É incrível", afirmou o alemão de 27 anos que ainda busca seu primeiro troféu de um torneio desse quilate. "Você venceu três diferentes. Você já garantiu um lugar no Hall da Fama e só tem 21 anos."

No ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) que será divulgado nesta segunda-feira, Alcaraz estará na vice-liderança, atrás do italiano Jannik Sinner, que aparecerá no topo pela primeira vez na carreira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: