X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Brasil joga melhor, mas perde nos pênaltis para o Canadá no Torneio SheBelieves

Seleção Brasileira decide o terceiro lugar da competição contra o Japão


A seleção brasileira feminina de futebol jogou melhor do que o Canadá, mas acabou derrotado nos pênaltis por 4 a 2, após empate em 1 a 1 no tempo normal, neste sábado, em Atlanta, nos Estados Unidos. A partida valia vaga na final do Torneio SheBelieves, contra a anfitriã Estados Unidos. Agora, o Brasil decide o terceiro lugar da competição, contra o Japão.

O Brasil começou apertando a saída de bola do Canadá. Com cinco minutos de jogo, a seleção norte-americana praticamente não havia passado do meio-campo com a bola. O Canadá tentou se posicionar no campo das brasileiras mas, fora alguns passes certos, não conseguia se firmar. Mas, com o passar do tempo, as canadenses passaram a se sentir mais à vontade em campo. Aos 12, Deanne Rose fez grande jogada pela direita e deu cruzamento na medida para Beckie. Ala esquerda cabeceou e a bola passou muito perto do gol de Tainá.

O Brasil seguiu com a marcação adiantada e dificultando a saída do Canadá. Aos 20, Ludmila avançou pela esquerda e foi derrubada: pênalti. Tarciane chutou forte no meio do gol e converteu.

Após o gol, o Canadá tentou atacar, mas parou no forte sistema defensivo brasileiro. Restava à equipe alçar bolas na área brasileira, sempre abatida. O movimento não adiantou e eram as brasileiras quem pressionavam - inclusive pela bola no meio de campo. Aos 44, Yasmim deu grande drible pela esquerda, invadiu a área e tocou para Jheniffer. A atacante tentou a finalização, mas foi bloqueada. As brasileiras seguiam em cima e às canadenses restava chutava a bola pela lateral sempre que eram pressionadas.

No segundo tempo, o Brasil seguia pressionando o Canadá no seu campo, enquanto o adversário tentava se organizar no meio de campo. Ludmila era o terror das canadenses pelo lado direito, driblando sempre em direção à linha de fundo e fazendo a zaga bater cabeça.

Aos 10, a canadense Awujo levou pelo meio e bateu de direita na altura da meia-lua. A bola foi na trave esquerda de Tainá e saiu pela linha de fundo.

O Brasil chegava com facilidade na defesa canadense, mas pecava no último passe. Aos 16, Ana Vitória percebeu Sheridan adiantada e bateu da lateral esquerda para o gol. A goleira se recuperou e mandou para a linha de fundo.

A partir dos 30 minutos, o Canadá se lançou à frente mais organizado, mas deixava espaços enormes para o ataque do Brasil. As canadenses chegavam com uma velocidade maior de atletas, mas isto não se traduziu em chances. Até que, aos 31, Vanessa Giles cabeceou para as redes após falta cobrada e empatou o jogo.

A partir daí, o jogo ficou aberto, Com ambas as equipes querendo fugir dos pênaltis, mas sem criar reais chances de gol.

O Canadá começou cobrando os pênaltis: Lawrence chutou para fora, por cima da meta. Na chance de Marta, ela bateu no canto direito, mas Sheridan pegou. Na sequência, Beckie bateu bem no canto esquerdo de Lorena, deslocando-a. Cristiane bateu no canto esquerdo e empatou a série.

Jade Rose chutou com tranquilidade no canto oposto - direito - de Lorena, marcando. Antônia chutou com força para fora. Awujo deslocou novamente a goleira brasileira: bateu no canto esquerdo. Tarciane marcou chutando no canto direito de Sheridan. Julia Grosso bateu no canto direito, tirando as brasileiras da final.

FICHA TÉCNICA:

CANADÁ 1 (4) X (2) 1 BRASIL

CANADÁ - Sheridan, Buchanan, Jade Rose, Lawrence, Lacasse; Fleming, Gilles, Beckie, Huitema; Deanne Rose, Adriana Leon. Técnico: Bev Priestman.

BRASIL - Lorena Leite, Antônia, Tarciane, Lauren, Tamires; Vitória Yaya, Angelina (Ana Vitória), Jheniffer (Jaqueline); Gabi Portilho (Angelina), Cristiane, Ludmila (Marta). Técnico: Arthur Elias.

GOLS - Tarciane (pênalti), aos 22 minutos do primeiro tempo. Vanessa, aos 31 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Arthur Elias.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Mercedes-Benz Arena, em Atlanta, nos Estados Unidos.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: