X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Botafogo vence fora em jogo com dois gols anulados do Bragantino pelo VAR

Botafogo chegou aos 21 pontos e o Bragantino permanece com 18 pontos

Agência Folhapress | 05/07/2022 09:45 h

Vinicius Lopes (camisa 70) comemora com companheiros gols que deu a vitória ao Glorioso
Vinicius Lopes (camisa 70) comemora com companheiros gols que deu a vitória ao Glorioso |  Foto: Vitor Silva/ Botafogo
 

O Red Bull Bragantino controlou o jogo, criou mais chances e até fez dois gols, mas o VAR marcou impedimento nos lances para a alegria do Botafogo, que venceu por 1 a 0, no encerramento da 15ª rodada da Série A do Brasileiro. O jogo desta segunda-feira (4) aconteceu no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

A equipe da casa teve mais iniciativa, porém encontrou dificuldades para superar a marcação do time carioca, que adotou uma postura mais defensiva no primeiro tempo. O jogo morno esquentou no meio da etapa final. O Massa Bruta teve um golaço de Artur anulado e, no minuto seguinte, o Glorioso abriu o placar com Vinícius Lopes. Os mandantes intensificaram a pressão e ainda fizeram outro, novamente anulado pelo VAR.

O JOGO

A primeira etapa foi de muita briga pela bola no meio-campo e poucas chances criadas. Os mandantes tiveram maior posse e permaneceram mais tempo no campo de ataque e levou mais perigo ao gol. Mesmo assim, Gatito foi pouco exigido, trabalhando um pouco apenas no chute de firme, aos 17', e na cabeçada, aos 24', de Alerrandro.

O duelo voltou no mesmo ritmo depois do intervalo até os 15', quando a partida esquentou. O VAR anulou um golaço do Braga aos 15' e o Botafogo abriu o placar na sequência, com Vinícius Lopes. Barbieri fez três mudanças e os mandantes voltaram a balançar as redes, aos 24', no entanto, o árbitro de vídeo encontrou outro impedimento e invalidou o lance. O Leão se lançou ao ataque, apostando na bola aérea nos minutos finais, pressionou e quase conseguiu a igualdade.

Sorriso deu um lindo lançamento para Artur e o atacante bateu por cobertura, ao perceber a chegada de Gatito. Em campo, o gol foi validado aos 15', contudo, dois minutos depois, o VAR anotou impedimento de Artur e invalidou o tempo.

Aos 24', Natan mandou para a rede após cobrança de falta de Hyoran. Mais uma vez, a festa no gramado foi apagada pelo árbitro de vídeo, que viu o jogador em posição irregular no lance. Léo Ortiz, aos 35', também balançou a rede, mas, desta vez, o impedimento era mais claro e foi marcado em campo mesmo.

No minuto seguinte ao primeiro gol anulado, Lucas Fernandes cobrou uma falta da intermediária, jogando para área, Léo Ortiz rebatou mal e deixou a bola para Vinícius Lopes chutar no canto esquerdo de Cleiton e abrir o placar.

A terceira interferência o árbitro de vídeo aconteceu aos 43' da etapa final. O árbitro foi ao monitor analisar uma possível falta Cuesta em Helinho dentro da área. Após analisar a jogada, Ramon Abatti Abel manteve a decisão de campo e nada deu.

O técnico Luís Castro vem sofrendo com as baixas por contusão no Bota. O treinador, que já expôs sua insatisfação com a estrutura do clube, teve sete baixas para a partida de hoje e, logo aos 10', perdeu Kayque.

Com dores no joelho direito, o volante ainda tentou voltar para o gramado, entretanto não resistiu e foi substituído por Del Piage. Após chorar muito no banco, ele precisou de muletas para ir até o vestiário no intervalo.

No primeiro tempo, o árbitro aliviou para os jogadores do Alvinegro carioca. Raul e Cuesta deram entradas duras, mas foram apenas advertidos verbalmente. Matheus Nascimento, já os acréscimos, foi o único amarelo após fazer sua segunda falta mais grave.

Depois do intervalo, Ramon Abatti Abel foi mais rigoroso e, com apenas dois minutos, já mostrou o amarelo para Vinicíus Lopes. O Braga fez menos faltas, mas teve Eric Ramires expulso nos acréscimos. O volante chutou a bola na cabeça de Hugo e, mesmo tendo pedido desculpas na sequência, recebeu o vermelho.

As duas equipes voltam a atuar pela 16ª rodada do Brasileirão. No sábado (9), às 16h, o Massa Bruta recebe o Avaí. Um dia depois, no domingo (10), às 19h, o Glorioso visita o Cuiabá na Arena Pantanal.

Tradicionalmente alvinegro, o Leão de Bragança Paulista estreou seu terceiro uniforme. O manto é vermelho, muito semelhante aos que outros times administrados pela Red Bull utilizam ao redor do mundo. A empresa comanda o futebol do Massa Bruta desde 2019.

Ficha do jogo

Red Bull Bragantino x Botafogo

RED BULL BRAGANTINO

Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Raul (Miguel), Lucas Evangelista (Eric Ramirez) e Hyoran (Gabriel Novaes); Artur (Helinho), Sorriso (Carlos Eduardo) e Alerrandro. T.: Mauricio Barbieri

BOTAFOGO

Gatito Fernández; Kanu, Philipe Sampaio e Victor Cuesta; Saravia, Kayque (Del Piage), Patrick de Paula, Lucas Fernandes e Hugo; Vinícius Lopes (Daniel Borges) e Matheus Nascimento (Daniel Cruz). T.: Luís Castro

Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)

Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)

VAR: Wagner Reway (PB)

Gol: Vinícius Lopes, aos 18min do 2º tempo (BOT)

Cartões amarelos: Gabriel Novaes (BRA); Matheus Nascimento, Vinícius Lopes, Saravia, Lucas Fernandes (BOT)

Cartão vermelho: Eric Ramires (BRA)

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS