X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Botafogo encerra jejum de gols, derruba Athletico-PR e reage no Brasileirão

Após quatro jogos consecutivos sem marcar, equipe carioca venceu por 2 a 0 e chegou aos 24 pontos

Agência Estadão | 24/07/2022 11:57 h

Jeffinho marcou o segundo gol da partida, aos 9 minutos do segundo tempo
Jeffinho marcou o segundo gol da partida, aos 9 minutos do segundo tempo |  Foto: Reprodução / Redes Sociais
 

O Botafogo encerrou seu jejum de gols no Brasileirão com uma sólida vitória, na noite deste sábado. No Engenhão, o time carioca derrubou o Athletico-PR por 2 a 0 e reagiu no campeonato. Em boa fase, a equipe paranaense poderia ter terminado o dia na vice-liderança da tabela.

Mas a equipe carioca mostrou serviço no ataque, após quatro partidas seguidas sem balançar as redes, e construiu sua importante vitória com gols de Erison e do jovem Jeffinho, uma das promessas do time. Encerrando a queda livre das últimas semanas, o Botafogo chegou aos 24 pontos, no 11º lugar.

Já a equipe comandada por Luiz Felipe Scolari, que contou com desfalques neste sábado, estacionou nos 31 pontos, no 5º posto, e se distanciou da ponta, ocupada pelo Palmeiras e por seus 36 pontos - ainda jogará na rodada, assim como Corinthians (2º), Atlético-MG (3º) e Fluminense (4º).

Botafogo e Athletico-PR fizeram um primeiro tempo animado, de bons lances ofensivos e muita movimentação. Candidato a coadjuvante do confronto, o time carioca exibiu maior iniciativa no ataque e deu trabalho para a defesa paranaense, que contava com Fernandinho logo à frente, em sua estreia como titular.

Superada a correria dos primeiros dez minutos de jogo, o Botafogo abriu o placar aos 18, com Erison. Após investida pela direita, a defesa do Athletico deu rebote e o atacante botafoguense aproveitou a sobra. Com categoria, bateu colocado e com curva para acertar o ângulo e marcar belo gol. Foi seu 15º gol na temporada e o 7º no Brasileirão. O Botafogo estava há quatro jogos sem balançar as redes.

O gol fez o Athletico sair mais para o jogo, enquanto o anfitrião passou a atuar de forma mais recuada, à espera do contra-ataque. Com Erison bem marcado, cabia ao jovem Jeffinho causar preocupação na defesa visitante com disparadas pelo meio e pela direita. Numa delas, aos 47, quase anotou o segundo do Botafogo.

No início do segundo tempo, o atacante não desperdiçou nova oportunidade. Quando a defesa do Athletico saiu mal, aos 9 minutos, ele estava no lugar certo para roubar a bola, deixar o marcador para trás e acertar chute rasteiro no canto direito do goleiro Bento. No embalo do segundo gol da partida, Jeffinho quase anotou o terceiro, aos 17.

O Athletico-PR respondia tentando impor pressão no ataque, mas as investidas pela defesa botafoguense, em noite inspirada. Ao recuperar a bola, o Botafogo partia em velocidade para o ataque, mantendo o jogo em alta intensidade, apesar do desgaste físico de alguns jogadores de ambos os times.

A equipe visitante parecia sentir mais o efeito da correria. Tentava cadenciar o confronto, com raras disparadas. E parava sempre na maior disposição dos zagueiros do time carioca, que conseguiam recompor em maior velocidade. Assim, os últimos 20 minutos de jogo foram de "domínio" relativo do Athletico, que controlava a posse de bola sem levar perigo.

Na primeira rodada do segundo turno, o Botafogo vai visitar o Corinthians na Neo Química Arena, no sábado que vem, dia 30. O Athletico-PR tentará se recuperar em casa, diante do São Paulo, no domingo. Antes disso, o time de Curitiba enfrentará o Flamengo na quarta, na ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 0 ATHLETICO-PR

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Daniel Borges (Saravia), Philipe Sampaio, Mezenda e Marçal; Lucas Fernandes (Patrick de Paula), Lucas Piazon, Tchê Tchê, Eduardo; Erison (Matheus Nascimento) e Jeffinho (Luis Henrique). Técnico: Luís Castro.

ATHLETICO-PR - Bento; Orejuela (Khellven), Matheus Felipe, Thiago Heleno (Nicolas Hernández) e Abner Vinícius (Vitinho); Hugo Moura, Fernandinho (Erick), Terans; Rômulo, Pedrinho e Canobbio (Vitor Bueno). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOLS - Erison, aos 18 minutos do primeiro tempo. Jeffinho, aos 9 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Thiago Heleno e Terans.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS