X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Bola parada é arma do Corinthians diante do Argentinos Juniors na Copa Sul-Americana


A derrota para o Bragantino no Campeonato Brasileiro já faz parte do passado. De olho no confronto desta terça-feira, pela Copa Sul-Americana, com o Argentinos Juniors, o técnico António Oliveira deu ênfase ao trabalho de bola parada.

No treino desta segunda-feira, ele direcionou as orientações tanto nas bolas ofensivas quanto defensivas, já que espera uma pressão por parte do adversário pelo fato de atuar em Buenos Aires.

Na atividade, o comandante português organizou ainda um trabalho tático para fazer ajustes na equipe. Se no Brasileiro, a equipe paulista amarga a 18ª colocação com apenas um ponto, na Copa Sul-Americana a realidade é bem mais amena.

Líder do Grupo F com quatro pontos ao lado do Racing, do Uruguai, a equipe corintiana aparece em primeiro no critério de gols marcados (cinco a quatro). Já o Argentino Juniors vem em terceiro lugar com uma vitória e uma derrota em duas rodadas.

Para a partida, António Oliveira não poderá contar com o zagueiro Gustavo Henrique. Em recuperação de um quadro de dengue, o defensor continua fora dos planos do treinador. Assm, a zaga deverá ser formada por Félix Torres e Raul Gustavo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: