X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Boca Juniors é punido por atos racistas de torcida em jogo contra o Palmeiras

Ataques aconteceram na partida de ida das semifinais da Libertadores, em setembro de 2023


Imagem ilustrativa da imagem Boca Juniors é punido por atos racistas de torcida em jogo contra o Palmeiras
Torcedores do Boca Juniors atacaram os torcedores do Palmeiras |  Foto: Reprodução

O time argentino do Boca Juniors foi punido pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) pelos atos racistas praticados pela torcida durante confronto contra o Palmeiras pela partida de ida das semifinais da Copa Libertadores no estádio Bombonera, em Buenos Aires, em setembro de 2023.

Na ocasião, um torcedor do clube argentino foi flagrado apontando um celular para a torcida palmeirense com a palavra ‘macaco’ escrita na tela do aparelho. Torcedores do time xeneize também foram vistos nas arquibancadas fazendo gestos alusivos ao animal.

Após a partida, a direção do Palmeiras fez uma denúncia junto à confederação sul-americana. Por causa do episódio, o Boca Juniors terá de pagar uma multa de US$ 100 mil (R$ 505 mil), segundo postagem feita pelo clube na noite de domingo (7) no X (antigo Twitter).

Além disso, o setor ‘tribuna sul’ da Bombonera ficará parcialmente interditado, com a capacidade reduzida para 2.900 torcedores —o espaço costuma abrigar até 5.000 torcedores. O clube também terá de estender uma faixa com a frase "basta de racismo" nos jogos em seu estádio.

O jogo na Argentina terminou empatado em 0 a 0. Após novo empate por 1 a 1 no Allianz Parque, o Boca venceu nos pênaltis e se classificou à final, perdendo a decisão para o Fluminense.

"No âmbito de um novo jogo internacional na Bombonera, convidamos os torcedores a refletir sobre viver o jogo com a paixão que nos caracteriza, mas longe de qualquer tipo de manifestação racista e atos xenófobos. E reafirmamos nosso compromisso com um futebol livre de qualquer tipo de discriminação", diz a mensagem do Boca nas redes sociais.

Após um empate sem gols contra o Nacional Potosí-BOL na estreia da edição de 2024 da Copa Sul-Americana, o time argentino faz sua primeira partida em casa nesta terça-feira (9), contra o Sportivo Trinidense-PAR em partida válida pelo grupo D, que conta também com o Fortaleza.

Na publicação, o Boca também apela para que a torcida tenha um "comportamento à altura", e avisa que "disponibilizará todos os meios para identificar e sancionar as pessoas envolvidas neste tipo de ações [racistas], a quem poderá estar sujeito às mais duras sanções previstas na regulamentação, incluindo a sua expulsão."

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: