X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Atlético-GO vence Corinthians com golaço e abre vantagem na Copa do Brasil

Corinthians vai precisar ganhar por dois gols de diferença a partida de volta, na Neo Química Arena, para levar disputa para os pênaltis

Arthur Sandes, Da Agência Folhapress | 28/07/2022 09:16 h

Atlético-GO venceu o Corinthians no primeiro jogo das quartas de final
Atlético-GO venceu o Corinthians no primeiro jogo das quartas de final |  Foto: Alan Deyvid/ACG
 

O Atlético-GO jogou melhor do que o Corinthians na noite desta quinta-feira (27), controlou o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil e venceu por 2 a 0 no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO). Jorginho e Léo Pereira marcaram os gols do time rubro-negro goiano sobre um adversário desorganizado e pouco perigoso.

Os times se reencontram daqui a três semanas, na Neo Química Arena, para decidir quem avança às semifinais para enfrentar Fluminense ou Fortaleza nas semifinais. O Atlético-GO pode até perder por um gol que ainda assim se classifica, e o Corinthians precisa de dois gols de diferença para ao menos levar tudo aos pênaltis. Antes disso, ambos voltam a campo no sábado (30), pelo Campeonato Brasileiro: o time alvinegro paulista recebe o Botafogo, e o clube goianiense visita o Flamengo.

Foi a primeira vez que Vítor Pereira escalou Cantillo, Du Queiroz e Maycon juntos em um tripé no meio-campo, mas a formação não deu liga. O time foi lento demais com a bola e também faltou clareza de posicionamento, principalmente na hora de marcar -o que ficou claro no vacilo do colombiano que permitiu um gol do Atlético-GO. No intervalo, Du saiu para a entrada de Giuliano.

O time da casa conseguiu estabelecer pressão no início, obrigou Cássio a fazer duas defesas importantes e envolveu o Corinthians até abrir o placar aos 22 minutos: Jorginho surgiu livre na entrada da área, e o chute desviado traiu Cássio. O Atlético-GO foi melhor neste período do jogo e controlou o ritmo.

A demora para sair jogando tornou o Corinthians previsível e dependente de intenções individuais. O único chute a gol em todo o primeiro tempo saiu aos 38, e para isso Willian precisou fugir de dois marcadores e bater de longe. De resto, pouca inspiração. Quem mais tentou combinar foi Róger Guedes, que acelerou alguns lances com passes de primeira, mas nem assim a equipe criou perigo.

O Corinthians voltou um pouco melhor do intervalo, com Adson e Giuliano nas vagas de Du Queiroz e Róger Guedes. Os dois reservas combinaram em lance que acabou em chute de Willian para fora, e depois Giuliano quase empatou em chute colocado cruzado. Por um lado o Alvinegro conseguiu pelo menos passar da primeira linha de marcação, o que até então tinha sido raro, mas por outro ficou suscetível a contra-ataques -Jorginho quase ampliou para o Atlético-GO em um deles.

Com a vantagem, o time preferiu jogar sem bola no segundo tempo e se recolheu para sair em contra-ataques. Dois deles quase renderam o segundo gol: mas Jorginho desperdiçou uma grande chance, e Wellington Rato não alcançou uma bola cruzada. Na terceira chance, Léo Pereira acertou chute preciso no ângulo de Cássio, dobrou a vantagem do Atlético-GO e fechou o placar.

Fausto Vera assinou contrato com o Corinthians na segunda-feira (25), foi anunciado e inscrito na Copa do Brasil nesta terça-feira (26) e nesta quarta-feira já estreou. Entrou aos 20 minutos do segundo tempo e não foi bem. Desentrosamento à parte, errou em dois lances perigosos: primeiro um passe na saída de bola que quase deu em gol, depois em um drible sofrido em contra-ataque do Atlético-GO.

Recuperado de dores na região lombar, Cássio voltou nesta quarta ao gol do Corinthians para fazer seu 603º jogo pelo clube e assim se tornar o goleiro que mais vezes vestiu a camisa alvinegra. Ele recebeu homenagem no vestiário e, no campo, foi muito exigido. Fez duas defesas logo nos primeiros minutos e acabou traído por um desvio no gol adversário.

ATLÉTICO-GO

Ronaldo; Dudu (Hayner), Wanderson, Edson Felipe e Jefferson; Gabriel Baralhas, Marlon Freitas, Wellington Rato (Léo Pereira) e Jorginho (Shaylon); Peglow (Airton) e Ricardinho (Luiz Fernando). Técnico: Jorginho

CORINTHIANS

Cássio; Fagner (Rafael Ramos), Gil, Raul Gustavo (Balbuena) e Lucas Piton; Cantillo (Fausto Vera), Du Queiroz (Giuliano) e Maycon; Willian, Róger Guedes (Adson) e Yuri Alberto. Técnico: Vítor Pereira

Estádio Antônio Accioly, em Goiânia-GO

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)

Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Cartão Amarelo: Edson Felipe (ATL)

Gols: Jorginho (ATL), aos 22'/1ºT; Léo Pereira (ATL), aos 41'/2ºT.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS