X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Athletico-PR supera Vitória no Barradão e respira após crise gerada por saída de Cuca


Em noite pouco inspirada, o Athletico-PR superou o Vitória, no Barradão, pelo placar de 1 a 0, neste domingo, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Julimar na reta final da partida disputada em Salvador.

Com esta vitória, o time paranaense afastou a crise pela saída do técnico Cuca e pelos resultados recentes, chegou aos 22 pontos e subiu para o quinto lugar na tabela. O Vitória manteve os 12 e perdeu a oportunidade de se afastar da zona do rebaixamento para a Série B.

No primeiro tempo, os dois times fizeram um jogo morno, com poucas chances criadas e sem grandes emoções. Mesmo jogando fora de casa, quem deu as caras no ataque foi o Athletico-PR, com Godoy, aos cinco minutos, mas a marcação levou a melhor.

O time visitante incomodou a defesa do Vitória com Julimar e Zapelli, mas não teve efetividade para vencer a marcação de Caio Vinícius e Wagner Leonardo, que levaram a melhor.

Com pouco volume ofensivo, o Vitória só foi responder aos 29 minutos, quando Matheusinho tentou cruzar e acabou incomodando o goleiro Léo Linck com um chute muito perigoso. Sem criatividade, o Vitória assistiu ao Athletico chegar, sempre com Julimar. Os visitantes foram levemente superiores, mas o empate levado para o intervalo foi justo.

No segundo tempo, o Vitória voltou mais atento. Com bom volume ofensivo, o time criou jogadas de perigo com Rodrigo Andrade, Alerrandro, Luan e Zé Hugo, mas a defesa do Athletico-PR levou a melhor. Com apoio da torcida, o time ensaiou uma pressão, mas não conseguiu sair do zero.

O jogo se encaminhava para um insosso 0 a 0 até os 34 minutos da etapa final, quando o Athletico-PR mostrou qualidade e abriu o placar no Barradão. Julimar recebeu na entrada da área e tocou no canto direito de Lucas Arcanjo para fazer a festa dos paranaenses, que foi ao Barradão com muitos desfalques.

Desfigurado após as alterações do técnico Thiago Carpini, o Vitória até tentou, mas não conseguiu evitar a quarta derrota no Barradão.

Mirando a parte alta da tabela, o Athletico-PR joga contra o São Paulo, na quarta-feira (3), às 21h30, na Ligga Arena, em Curitiba. O Vitória entra em campo na próxima quinta-feira (4), para enfrentar o Corinthians, às 20h, na Neo Química Arena, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 0 X 1 ATHLETICO-PR

VITÓRIA - Lucas Arcanjo; Willean Lepo (Raúl Cáceres), Caio Vinícius, Wagner Leonardo e Lucas Esteves; Luan Santos, Léo Naldi e Willian Oliveira (Rodrigo Andrade); Matheusinho (Janderson), Osvaldo (Zé Hugo) e Alerrandro (Eryc Castillo). Técnico: Thiago Carpini.

ATHLETICO-PR - Léo Linck; Léo Godoy, Kaique Rocha, Thiago Heleno (Gamarra) e Esquivel; Fernandinho (Erick), Gabriel, Christian (Emersonn) e Zapelli; Julimar e Pablo. Técnico: Juca Antonello (interino).

GOL - Julimar, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Caio Vinícius, Léo Naldi e Zé Hugo (Vitória); Pablo e Zapelli (Athletico-PR).

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo (Fifa-RJ).

RENDA - R$ 523.518,00.

PÚBLICO - 20.533 torcedores.

LOCAL - Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: