X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Ataque salva Tuchel e coloca Bayern nas quartas da Liga dos Campeões; Mbappé classifica o PSG


Thomas Tuchel ganhou um respiro para completar seu ciclo no comando do Bayern de Munique. Já definido que deixará o clube ao fim da temporada, o treinador conseguiu levar a equipe às quartas de final da Liga dos Campeões com virada sob a Lazio na série, graças aos 3 a 0 no Allianz Arena desta terça-feira. Ele continua sonhando em fechar a temporada com um título após queda na Copa da Alemanha e ao ver o Bayer Leverkusen abrir 10 pontos no Alemão.

Havia a possibilidade de os dirigentes do Bayern mudarem de ideia na manutenção do questionado técnico caso a equipe não superasse os italianos. Graças ao artilheiro Kane (fez dois) e ao desafeto Thomas Müller, autores dos gols, Tuchel ganha importante fôlego para terminar a temporada empregado antes de definir seu futuro longe de Munique, respaldado, ainda, pela boa atuação.

A necessidade de gols fez Tuchel apostar em uma escalação bastante ofensiva, com Müller, com o qual andou trocando farpas recentemente por causa de esquema e escalações, Musiala, Kane e o retorno de Leroy Sané. Além dos laterais Kimmich e Rafael Guerreiro liberados para atacar o tempo todo.

A ordem era quebrar o esquema defensivo da Lazio - fez 1 a 0 em Roma e jogava pelo empate. Com arquibancadas lotadas cantando e apoiando, o Bayern iniciou em cima, mas não conseguia esconder a ansiedade pela abertura do marcador.

Um tanto afobado, o time bávaro começou criando bem na fase inicial, com Musiala parando no goleiro Provedel e Kane e Guerreiro batendo para fora. As oportunidades se acumulavam, mas sempre vinham com um marcador em cima e com decisões equivocadas dos atacantes. Para piorar, o relógio parecia passar de pressa.

Com todo mundo na frente, quase que a situação piora para os alemães. O goleador Ciro Immobile perdeu uma cabeçada de ouro, sozinho dentro da área, aos 36 minutos. O desvio do zagueiro atrapalhou o centroavante de balançar as redes e aumentar a vantagem.

O susto acabou se transformando em festa e alívio pouco depois. Guerreiro errou mais uma vez o chute na área, mas Kane mostrou-se atento e antecipou a defesa para mandar de cabeça às redes. Provedel falhou e a série estava empatada.

Já com o minuto de acréscimo superado, o árbitro permitiu uma cobrança de escanteio e veio o segundo gol dos alemães. A bola mal cortada acabou em belo voleio do zagueiro De Ligt que encontrou a cabeça de Müller no caminho para enorme festa na Allianz Arena. O calcanhar do zagueiro deu condições ao veterano.

Com mudança de postura após ver os bávaros viraram o placar agregado, a Lazio voltou do intervalo mais ofensiva e rondando a área. Com seis minutos, Immóbile reclamou de um pênalti. A arbitragem mandou seguir.

Mais calmo ao alcançar rapidamente o resultado necessário, o Bayern colocou a bola no chão e apostou na cadência para fazer o tempo passar. Ao mesmo tempo, agora caprichando nas jogadas, buscava o terceiro gol que daria alívio no confronto. E ele veio após rebote do chute de Sané nos pés de Kane. O inglês subiu para seis gols na Liga dos Campeões, assumindo a artilharia da atual edição, e chegou a 33 na temporada em 33 aparições.

Entregue, a Lazio apenas se segurava para evitar uma goleada histórica. Müller parou na trave e Sané mandou muito perto do ângulo. Sem ver Neuer ameaçado, os bávaros fizeram enorme festa com a vaga e um possível ressurgimento na temporada.

MBAPPÉ COLOCA O PSG NAS QUARTAS

Destaque nos 2 a 0 na França, na ida, o atacante Mbappé voltou a ser decisivo nesta terça-feira, desta vez na Espanha, ao definir a classificação do Paris Saint-Germain às quartas de final com dois gols do triunfo por 2 a 1. Depois de fazer mistério sobre a escalação do astro francês, o técnico Luis Enrique não teve dúvidas em usar sua estrela e foi premiado com belos gols diante da Real Sociedad.

Logo aos 15 minutos, o passe parecia longo, mas Mbappé alcançou a bola pela esquerda, balançou para cima do marcador e bateu forte, superando Remiro. O camisa 7 ainda teve nova oportunidade de ampliar antes do descanso, salva pelo goleiro com a ponta do pé.

Estrela solitária do atual elenco do PSG, Mbappé voltou a mostrar que o Real Madrid está certo em investir pesado em sua contratação. No começo da etapa final, o atacante arrancou pela esquerda e bateu colocado na saída do goleiro para ampliar e deixar o PSG com a vaga na mão. No fim, Merino anotou o de honra dos mandantes.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: