X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Após 3 propostas recusadas, Palmeiras negocia com o técnico Gabriel Heinze

| 26/10/2020 11:36 h

Vanderlei Luxemburgo foi demitido em 14 de outubro e a diretoria do Palmeiras ainda não conseguiu acertar com um novo treinador. O clube teve três propostas recusadas e agora mira o plano D: o argentino Gabriel Heinze. Desempregado, o ex-técnico do Vélez Sarsfield é o mais cotado para assumir a equipe neste momento. Miguel Ángel Ramírez, Sebástian Beccacece e Ariel Holan foram tentados anteriormente, mas as negociações não deram certo

A diretoria do Palmeiras pretendia anunciar um novo treinador no começo desta semana, mas já admite que pode demorar um pouco mais para faze-lo. Heinze está sem clube desde que deixou o Vélez em março, mas tem um histórico de ser duro nas negociações

Ele está desempregado por ser cauteloso em acertar novos contratos de trabalho. Heinze é conhecido na Argentina por sua personalidade forte, já sabida nos tempos em que era jogador. Como zagueiro e lateral-esquerdo, defendeu grandes clubes da Europa, como Real Madrid, PSG, Roma e Manchester United. Ele disputou duas Copas do Mundo pela Argentina.

A confiança entre os palmeirenses por um acerto é grande nesse momento. O diretor de futebol, Anderson Barros, e o presidente do clube, Maurício Galiotte, mantêm a ideia de priorizar o acerto com um técnico estrangeiro. O mercado brasileiro só será olhado com mais atenção caso todas as oportunidades fora do País sejam encerradas.

Jogadores comemoram um dos gols do Verdão
Jogadores comemoram um dos gols do Verdão |  Foto: Reprodução / Facebook

Na semana passada, o Palmeiras encaminhou o acerto com Ramírez, mas o treinador espanhol informou que só poderia deixar o Independiente Del Valle após o término da participação do clube na Copa Libertadores. O time dele se classificou para as oitavas de final. O time paulista não quis esperar e foi atrás de Sebástian Beccacece, do Racing.

De acordo com o jornal argentino Clarín, a oferta era boa financeiramente, mesmo assim o treinador decidiu permanecer no clube. Beccacece ficou conhecido no Brasil em 2017, quando comandava o Defensa y Justicia, que eliminou o São Paulo na Sul-Americana.

O plano C foi Ariel Holan, da Universidad Católica. O Palmeiras entrou em contato com o treinador, que se interessou pela oferta, mas avisou que só abriria negociações caso o clube chileno o liberasse do contrato. A Católica descartou qualquer negociação e Holan decidiu ficar, mesmo com o Palmeiras disposto a pagar a multa rescisória para tirá-lo do time de Santiago.

Assim, o alvo passou a ser Heinze. No fim de semana, o técnico Daniel Garnero deixou o Olímpia, do Paraguai, e seu nome também passou a ser especulado por torcedores, mas por enquanto não houve contato com o treinador, que também é argentino.

Enquanto isso, Andrey Lopes permanece como técnico interino. Ele faz parte da comissão técnica fixa do Palmeiras. Mesmo com o time voltando a vencer, não existe possibilidade de ele ser efetivado no cargo.
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS