X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Ao menos seis torcedores morreram em confusão antes de Camarões x Comores

Torcedores acabaram pisoteados em confusão na entrada do estádio

Agência Estado | 24/01/2022 21:54 h

Torcedores sendo atendidos após confusão
Torcedores sendo atendidos após confusão |  Foto: Reprodução Twitter @ReginaSondoM
 

Era para ser apenas mais um dia de festa por mais uma vitória e a ida de Camarões às quartas de final da Copa Africana das Nações. Mas o entusiasmo do povo camaronês por ver seus ídolos em campo acabou se tornando uma tragédia de grandes proporções antes de a bola rolar. Uma multidão se aglomerou na porta do estádio Olembe, em Yaoundé, para tentar acompanhar a partida com Comores e muitos acabaram pisoteados, com autoridades registrando ao menos seis mortos e dezenas de feridos.

Apesar de o estádio ter capacidade para 60 mil pessoas, as restrições por causa da pandemia de covid-19 recomendam apenas 80% de sua capacidade. Mais de 50 mil estavam do lado de fora e, com a abertura dos portões, acabaram "passando por cima" de quem estava na frente. Muita gente acabou sendo pisoteada e esmagada

Naseri Paul Biya, governador da região central de Camarões, reconheceu ao menos seis mortes, mas mostrou tristeza e reconheceu que o número de óbitos poderá aumentar. "Não estamos em posição de dar o número total de vítimas", lamentou, bastante abalado com a tragédia.

Os machucados foram levados para um hospital próximo de Messassi, por policiais e civis, onde as autoridades revelaram a entrada de ao menos 40 feridos. Os funcionários admitiram não ter estrutura para atender a todos. "Alguns dos feridos estão em estado desesperador", disse Olinga Prudence, enfermeira do hospital. "Teremos que evacuá-los para um hospital especializado "

Testemunhas revelaram ter crianças entre as vítimas do tumulto e que a tragédia aconteceu quando os comissários do estádio fecharam os portões e impediram a entrada de pessoas.

A Confederação Africana de Futebol, que organiza a competição, revelou estar investigando as causas do incidente. "A CAF está investigando a situação e tentando obter mais detalhes sobre o que aconteceu", disse, em comunicado. "Estamos em constante comunicação com o governo de Camarões e o Comitê Organizador Local." Um dos principais dirigentes da federação, o secretário-geral Veron Mosengo-Omba foi visitar os torcedores feridos no hospital.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS