X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Alpine decide não renovar e Ocon deixará equipe no fim da temporada da F-1


A equipe Alpine decidiu não renovar o contrato do francês Esteban Ocon para a temporada 2025 da Fórmula 1. O time, de origem francesa, anunciou nesta segunda-feira que o piloto, alvo de polêmica recente na categoria, deixará o time ao fim da temporada 2024, quando se encerrará seu atual vínculo.

De acordo com a equipe, a decisão foi conjunta, após avaliação de ambas as partes. Assim, Ocon finalizará sua passagem de cinco anos pelo time, pelo qual faturou sua única vitória na categoria até agora, o GP da Hungria de 2021. A vitória em Budapeste também foi a primeira da Alpine na F-1.

Ocon registrou ainda mais dois pódios, um no GP do Bahrein de 2020 (2º lugar) e outro no GP de Mônaco de 2023 (3º). Sua melhor posição no Mundial de Pilotos foi o oitavo lugar, em 2022. Com sua performance, o francês ajudou a Alpine a alcançar sua melhor colocação no Mundial de Construtores naquele ano, com o quarto lugar geral.

"Foi um período significativo da minha vida correr por esta equipe na Fórmula 1. Estou aqui há cinco anos como piloto profissional, mas minha carreira lá trás, em Enstone, quando era adolescente. Então, esta equipe sempre será um lugar especial para mim. Tivemos grandes momentos juntos", comentou Ocon, em referência à cidade inglesa onde fica a base da Alpine.

O francês, no entanto, também viveu momentos incômodos no time. No último GP, em Mônaco, fez manobra arriscada e quase subiu sobre o carro do companheiro de equipe, o também francês Pierre Gasly. Na ocasião, ele pediu desculpas pela manobra e foi repreendido pela chefia do time.

Dias depois, Ocon reclamou publicamente por ter sido duramente criticado nas redes sociais. Ele denunciou o "abuso online", o que não evitou uma conversa dura com a cúpula da equipe.

Nesta segunda, o chefe do time, Bruno Famin, evitou relacionar o incidente com a decisão pela não renovação do contrato do piloto. "Gostaríamos de agradecer primeiramente a Esteban pelo seu compromisso com a equipe nos últimos cinco anos. Durante este tempo, celebramos alguns momentos fantásticos juntos, o melhor dos quais no GP da Hungria de 2021 com uma vitória memorável na corrida. Ainda temos 16 corridas para completar em 2024, juntamente com um objetivo claro: continuar a trabalhar incansavelmente em equipe para lutar pelos melhores resultados em pista. Desejamos a Esteban o melhor para o próximo capítulo de sua carreira de piloto quando esse momento chegar."

A Alpine afirmou que deve anunciar no futuro sua dupla de pilotos para a temporada 2025. Gasly também tem contrato acabando nesta temporada. Mas tem maiores chances de renovação. Ocon, por sua vez, agora busca assento para permanecer no grid da F-1 para o campeonato do ano que vem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: