Login

Atualize seus dados

Imagem ilustrativa da imagem Autonomia para oferecer vantagens aos portuários
Cooperativismo

Autonomia para oferecer vantagens aos portuários

03/07/2021 00:00:00 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Autonomia para oferecer vantagens aos portuários

A Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Trabalhadores Portuários da Grande Vitória - Credestiva, atuando no Estado do Espírito Santo busca autonomia estratégica como forma de oferecer melhores condições aos cooperados. O processo para obter número próprio junto ao SFN, iniciado em maio do ano passado, está em fase final, aguardando apenas o parecer do Banco Central, o que deve ocorrer em breve.

De acordo com o presidente da Credestiva, Orly Campos, essa autonomia permite que a cooperativa de crédito mútuo ofereça todos os produtos de um banco, como cartão, PIX, só que em condições melhores para os cooperados, inclusive com taxas de juros menores. Orly frisa que isso vai satisfazer nosso quadro e atrair novos cooperados.

Fundada há 21 anos, a Credestiva conta com 780 cooperados da área portuária, incluindo estivadores, conferentes, arrumadores e trabalhadores do suporte, dos portos do Estado, da ativa e aposentados.

Com capital social próximo a R$ 12 milhões, a Credestiva tem uma linha de crédito muito utilizada pelos cooperados para a compra de eletrônicos, como computador, tablet e celular, haja vista que são equipamentos necessários ao trabalho da categoria.

Além disso, a cooperativa também desenvolve um trabalho social, como por exemplo, fazendo doações de fraldas geriátricas para aposentados da categoria que passam por dificuldades.

Orly contou que apesar de a Credestiva ter a estrutura enxuta, ela investe na qualidade e segurança da gestão, contando com assessoria jurídica e assessoria técnica, além de fazer parte do Sistema OCB-ES.