Login

Atualize seus dados

Ana Carolina foi diagnosticada com miopia e sentiu a diferença ao usar óculos, além de adorar o modelo escolhido
Especial Educação

Mais crianças e jovens usando óculos

Médicos avaliam que o uso de eletrônicos, como celulares, foi causa do agravamento do quadro em 75,6% dos casos de miopia

18/10/2021 00:00:00 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Mais crianças e jovens usando óculos
Ana Carolina foi diagnosticada com miopia e sentiu a diferença ao usar óculos, além de adorar o modelo escolhido Foto:
 

Você perde sempre o ônibus porque não enxergou o número e seus amigos acham que você não os cumprimenta porque é “metido”? Então, você deve ser míope.

Segundo os médicos, na era dos eletrônicos, estamos vivemos uma pandemia de miopia. Isso porque se olha cada vez mais perto para as telas de TVs, tablets, smartphones e muito pouco tempo para a natureza, o mar, ou seja, imagens distantes, que descansam a musculatura dos olhos.

Segundo levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, sete em cada 10 médicos entrevistados identificaram a progressão da miopia em crianças durante a pandemia. Eles avaliaram que o uso de eletrônicos foi causa do agravamento do quadro em 75,6% dos casos.

Mas esse problema não é só brasileiro. Nos países asiáticos, já é causa de preocupação de saúde pública, já que 80 a 90 % de estudantes do ensino médio são míopes, segundo a Academia de Medicina de Singapura.

O aumento da procura de óculos por míopes foi percebido nas Óticas Cachoeiro, segundo a empresária Mônica Paiva. Ela destaca que ele pode ser um acessório bem estiloso. “A criança ou o adolescente vai poder ver nitidamente tudo ao seu redor e com um estilo bem pessoal no seu novo look”.

Ela indica óculos menores, como os redondos e coloridos que estão na moda.

“Os óculos grandes não são muito ideais porque a lente do míope é mais espessa nas bordas e fina no centro ocular, então nem toda armação ficará confortável e bonita. Por isso, indicamos as de acetato, que são mais grossas, resistentes e muito bonitas”.

A estudante Ana Carolina Nunes Silva, 18 anos, foi diagnosticada com miopia e sentiu muita diferença quando passou a usar óculos. “Sou outra pessoa, agora vejo tudo, e me apaixonei pelo ramo ótico. Agora adoro usar óculos”, conta a jovem.

Mas a tecnologia anda a passos largos. “A grande aposta do mercado são as lentes Miyosmart, da Hoya, que ganhou o prêmio Silmo D’Or, na Feira de Paris, com previsão de chegada ao Brasil em 2023”, conta Mônica Paiva, sempre de olho nas novidades do mercado.

"A criança ou o adolescente vai poder ver nitidamente tudo ao seu redor, e com um estilo bem pessoal no seu novo look”

Mônica Paiva, empresária e proprietária das Óticas Cachoeiro ,