X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Rodrigo Bocardi é acusado de racismo por telespectadores

| 07/02/2020 10:13 h | Atualizado em 07/02/2020, 10:33

Rodrigo Bocardi
Rodrigo Bocardi |  Foto: Reprodução/Instagram
Apresentador do Bom Dia São Paulo (Globo), Rodrigo Bocardi, 44, tornou-se alvo de uma polêmica durante a exibição do programa dessa sexta-feira (7).

Enquanto acompanhava uma reportagem externa, feita pelo repórter Tiago Scheuer, que entrevistava um jovem negro na plataforma de um metrô de São Paulo, o apresentador fez uma pergunta considerada tendenciosa pelos internautas.

O jovem, chamado Leonel, esperava o trem e alegou que estava indo para o Clube Pinheiros, considerado um clube de elite em São Paulo -para conseguir uma vaga nele é preciso comprar o título de um sócio desistente através de uma transferência de titularidade, que pode custar até R$ 70 mil, além de pagar uma mensalidade de R$ 420.

Bocardi pede que Scheuer questione se o jovem está indo "pegar bolinha de tênis", sugerindo que ele seja o gandula do clube. Scheuer, que parece não entender a pergunta, questiona Leoneol, que responde: "Não, sou atleta lá do Pinheiros, eu jogo polo aquático".

O apresentador, que também frequenta o clube, mostra-se surpreso com a resposta e afirma: "E eu estava achando que eram os meus parceiros ali, que me ajudam nas partidas".

A cena fez com que diversos internautas questionassem a fala de Bocardi nas redes sociais, levantando a uma discussão sobre racismo estrutural. O termo designa práticas racistas que acontecem comumente no dia a dia, mas que não são percebidas com clareza por aqueles que as praticam.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS