Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Conversa sobre sexo com animais no Big Brother revolta ativistas

| 28/01/2020 16:46 h | Atualizado em 28/01/2020, 17:06

Felipe Prior e Mari Gonzalez
Felipe Prior e Mari Gonzalez |  Foto: Reprodução / TV Globo

Os participantes do Big Brother Brasil 20 Mari Gonzalez, 25, e Felipe Prior, 27, protagonizaram um dos diálogos mais bizarros desta edição: os dois tratavam - com naturalidade - o tema zoofilia, que é a prática sexual de humanos com animais de outras espécies.

A conversa gerou revolta dos telespectadores em especial os defensores da causa animal.

Os confinados estavam à beira da piscina, quando o arquiteto contou que muitos de seus colegas de trabalho relataram já ter feito sexo com animais.

"Os peões da obra falaram que no nordeste mandavam bala. Meu funcionário diz que chega na obra e fala 'quem nunca deu um talento na cabrinha', os caras dizem que a cabra até grita o nome", afirmou Felipe. Mari indagou se esses homens usavam preservativo para cometer o ato e o colega disse que eles não tinham esse tipo de precaução.

A influencer, então, respondeu a Felipe normalizando o ato. "Tem gente que fica excitada mesmo. É anormal para nós, mas é normal para a pessoa e tudo bem também se a pessoa quer comer (no sentido sexual) um animal". O comentário foi duramente criticado por internautas por meio da hashtag "zoofilia é crime".

A repercussão foi tão negativa que chegou à ativista Luisa Mell, que usou sua conta no Instagram para repudiar o diálogo de Mari e Felipe. "Tive que assistir para acreditar que a participante do BBB 20, Mari Gonzalez foi capaz de dizer: 'quer comer (no sentido de ter relações sexuais) um animal. Para mim tudo bem. Tá mara'. É inacreditável e inaceitável que tratem zoofilia desta maneira em rede nacional".

Em seguida, Mell esclareceu que não existe sexo com animais, mas, sim uma violência, já que é impossível o consentimento do ato.

"Vocês têm ideia das feridas, dos machucados que já tive o desprazer de ver nas vaginas de cadelas vitimas de ESTUPRO!!! Porque não existe sexo com animais, assim como não existe sexo com crianças!!! É sempre abuso, violência, estupro...É vergonhoso, é criminoso. Infelizmente muitos animais chegam a óbito depois de ser vítima desta atrocidade... Mari, onde isto é mara? Onde isto é aceitável? Vergonha", encerrou, revoltada, a ativista.

Diante da repercussão, o ex-BBB Jonas, namorado de Mari Gonzalez, divulgou um vídeo nas redes sociais afirmando que a namorada foi "mal-interpretada". "Depois que saiu esse vídeo eu não tenho mais vida. A gente ama animal. Parem de incitar ódio. É um apelo de um namorado que ama a sua mulher e sabe que ela não quis dizer isso. Somos a favor do amor, da vida, da saúde, do bem-estar tanto humano quanto dos animais", afirmou.

De acordo com Lei de Crimes Ambientais 9.605/98, indivíduos que abusarem, ferirem ou mutilarem animais silvestres, domésticos ou domesticados (nativos ou exóticos) podem ser detidos por um período que varia de três meses a um ano e multa. Caso o animal morra em decorrência da violência sofrida, a legislação em vigor estabelece o aumento da penalidade.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS