X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Entretenimento

Rodrigo Faro divulga teaser de filme sobre sequestro de Silvio Santos; veja


O apresentador Rodrigo Faro surpreendeu seus seguidores ao aparecer caracterizado como Silvio Santos em suas redes sociais nesta terça-feira, 2. Ele publicou o teaser do filme Silvio, que conta a história do sequestro do dono do SBT em 2001.

Dirigido por Marcelo Antunez e produzido pela Imagem Filmes, o filme tem previsão de estreia exclusivamente nos cinemas no dia 5 de setembro.

No vídeo, Faro está caracterizado como Silvio em uma cena em que prepara café. "Baseado em fatos reais, o empresário Silvio Santos conta sua trajetória na tentativa de fazer as pazes com o passado e garantir sua sobrevivência no presente, quando é feito de refém pelo mesmo homem que sequestrou uma de suas filhas", escreveu o apresentador na legenda.

Nos comentários, fãs o elogiaram. "Já trouxe muita emoção com apenas alguns segundos de tela, imagina o filme todo", comentou um. "Parabéns, Rodrigo, você é um cara incrível", disse outro.

Relembre o caso que inspirou o filme

Em 30 de agosto de 2001, o apresentador e empresário Silvio Santos foi sequestrado e feito de refém por oito horas dentro de sua casa. O sequestrador era Fernando Dutra Pinto, mesmo homem que havia sequestrado a apresentadora Patrícia Abravanel, filha do dono do SBT, dias antes.

O criminoso rendeu Silvio na cozinha e pediu um helicóptero para a fuga, se negando a negociar com a polícia. A agonia chegou ao fim quando Fernando se rendeu após a chegada de Geraldo Alckmin, governador de São Paulo na época.

O sequestrador foi preso e morreu cinco meses depois, no dia 2 de janeiro de 2002, após sofrer uma parada cardíaca dentro da prisão.

Confira o teaser aqui

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: