X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Entretenimento

Pai de Rodriguinho Feitosa, que morreu na última sexta-feira, presta homenagem ao filho


Nesta segunda-feira, 22, Rodrigo Alencar Feitosa, pai do cantor Rodriguinho Feitosa, que faleceu na última sexta-feira, 19, após internação por hemorragia digestiva, prestou uma homenagem ao filho em suas redes sociais.

"Esse reconhecimento, meu filho, era seu sonho. Queria ver você aqui, vibrando por essa conquista que você tanto lutou", escreveu. A publicação compartilhada por ele comunicava a morte de Rodriguinho.

O pai do jovem cantor também compartilhou homenagens de familiares, amigos e fãs em seus stories, no Instagram.

O cantor Rodrigo Feitosa, também conhecido como Rodriguinho, morreu na sexta-feira, 19, aos 17 anos. A informação foi divulgada pela prefeitura de Palmeira dos Índios, no Alagoas, cidade onde o músico nasceu e foi criado.

Em nota, a prefeitura lamentou a morte e informou que Rodriguinho estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Santa Rita com hemorragia digestiva.

Ele seria transferido para a Santa Casa de Misericórdia, em Maceió, mas sofreu a parada cardiorrespiratória na ambulância e não resistiu. A cidade declarou luto oficial de três dias.

"A morte de Rodriguinho provocou forte comoção na cidade, pois ele irradiava alegria e era querido por todos. À família e amigos enlutados, prestamos os nossos sinceros sentimentos e o conforto que só Deus pode oferecer neste momento de intensa dor", diz a nota.

O cantor acumulava mais de 30 mil seguidores nas redes sociais e era figura conhecida no município, que fica no Agreste do Alagoas. Ele era uma pessoa com deficiência (PCD) e começou a cantar na escola e no coral da igreja.

Rodriguinho chegou a dividir o palco e gravar vídeos com grandes nomes da música nacional, como Mano Walter, Tarcísio do Acordeon, João Gomes e Nattanzinho.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: