X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Entretenimento

Mateus Solano cobra publicamente pagamento por reprises de novela: 'Não é favor'


Mateus Solano cobrou o pagamento do Canal Viva pela reprise da novela Viver a Vida, que estreia na TV paga em 22 de julho. O ator comentou na publicação que noticiava a reapresentação da trama, exibida pela primeira vez na Rede Globo, em 2009, em que Solano interpretou os gêmeos Jorge e Miguel. "Quanto será que o Canal Viva vai faturar? E nós, os intérpretes? Direito autoral não é favor", escreveu.

A repercussão levou a Rede Globo a se pronunciar por meio de um comunicado, garantindo que os pagamentos são efetuados corretamente (leia o comunicado na íntegra abaixo). Enquanto isso, internautas se divertiram com a situação, criando memes e relembrando o caso da atriz Maria Zilda que, em setembro de 2020, revelou ter recebido apenas R$ 237 pela reprise de Mulheres Apaixonadas do Canal Viva.

Usuários do X (antigo Twitter), começaram a comentar de forma bem humorada sobre as falas do ator. Outros artistas também se manifestaram, como Bruno Marone, em apoio à fala de Mateus Solano. E o ator aproveitou o momento para questionar: "Quando será que os autores vão ganhar com essa reexibição?".

Os comentários da publicação oficial viraram um grande debate sobre os direitos autorais dos atores.

Confira a nota da Globo na íntegra:

"A Globo efetua todos os pagamentos referentes aos direitos autorais e conexos devidos a autores, diretores e atores, em obras reexibidas na TV Globo ou exibidas nos canais pagos e no Globoplay, de acordo com os contratos celebrados com cada um, reconhecendo a importância da preservação dos direitos de propriedade intelectual, dos quais é uma grande defensora."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: