X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Entretenimento

Luana Piovani rechaça rivalidade feminina no carnaval: 'Menos diversão e mais promoção'


Luana Piovani aproveitou seu espaço no Instagram para soltar o verbo sobre o carnaval brasileiro, na manhã desta segunda-feira, 19. De pijamas, a atriz e modelo compartilhou vários stories manifestando o seu interesse de retornar ao Brasil para curtir a folia. No entanto, ela ressaltou que o período festival abriu mais espaço para rivalidade entre mulheres.

"Estou querendo me organizar para passar um carnaval no Brasil. Quero levar vários amigos daqui, 'gringolândia' toda implora para ir para o Brasil", explicou, dizendo que já está analisando os detalhes da sua viagem com calma. Piovani, que atualmente mora em Portugal, acrescentou que também tem vontade de voltar a desfilar na Sapucaí.

"Acabei de descobrir que eu não tenho roupa para ir para o Carnaval, porque agora o desfile da Sapucaí é no camarote, né? E já tinha uma tendência das madrinhas de bateria [brilharem] nos camarotes. Mas agora oficializou."

Conforme ela explicou, as tradições mudaram, e agora, para se tornar madrinha de bateria, as passistas precisam demonstrar mais do que apenas habilidade no samba: devem também impressionar o público de outras formas. "Tem que ter carisma, samba no pé, samba-enredo na boca, e uma roupa maravilhosa, as pessoas têm que ficar impactadas com a sua aparência", acrescentou.

"Agora o bacana é você estar fantasiada de madrinha de bateria no camarote. Daí as mulheres, que já concorrem entre si a vida inteira, têm esse desespero por estarem gostosas, lindas, maquiadas, perfeitas e pintam a sobrancelha, e grudam cílios, e fazem o laser, injetam os troços, enfim", disse.

Piovani ponderou sobre a incerteza quanto à continuidade dessa mentalidade no carnaval. Ela expressou sua preocupação, afirmando: "Eu não sei quanto tempo vai durar esse carnaval, porque o carnaval tá cada vez menos diversão e cada vez mais promoção".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: