X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Entretenimento

Influenciadora acusa ex-participante de 'no Limite' de violência doméstica; ele nega


A modelo e influenciadora Laiz Elizíario acusou Guilherme Holanda, ex-participante de No Limite Amazônia, reality da Rede Globo, de violência doméstica. Ela expôs vídeos e fotos dos hematomas que ele teria causado nela, além de publicar uma foto de um pedido de medida protetiva contra o dançarino.

Ao site Metrópoles, ele disse que é inocente e que está resolvendo a situação na delegacia. O Estadão tentou contato com ele e com Laiz, mas não teve retorno. Veja abaixo (imagens fortes).

"O que estou postando agora aconteceu nessa última madrugada de quinta para sexta. Após eu chegar de uma realização musical de um grande amigo meu. Mas eu estava me afundando nessa relação muito antes! Se não fosse para ele, com ele, por ele… sempre dava briga! Brigas horríveis", escreveu ela no Instagram.

Entre as imagens, Laiz postou uma tela de uma suposta conversa entre ela e Guilherme, seu ex-namorado. Nas mensagens, ele parecia brigar com ela por sair e dançar com homens.

"Nossa vida era uma montanha russa de céu e inferno constante (ele chamava isso de intensidade). Até porque um homem controlador/abusivo não vai chegar tratando a pessoa mal, muito pelo contrário, ele me fazia sentir especial", continuou a influenciadora.

"Quando percebeu que eu estava decidida, me vestindo para denunciar ele, cheia de hematomas e o rosto inchado de tanta porrada, mudou da água para o vinho, chorou, se ajoelhou", completou.

O ex-No Limite disse à colunista Fábia Oliveira, do site Metrópoles, que está resolvendo tudo na delegacia. "Não quero reportagem sobre, estou sendo ameaçado. Apenas quero me defender na delegacia e provar a minha inocência", disse ele.

O Estadão não conseguiu contato Guilherme, que desativou suas contas nas redes sociais. A reportagem também tentou falar com Laiz para um pronunciamento, mas não teve retorno até o momento desta publicação. O espaço segue aberto.

Para conferir a postagem de Laiz, basta clicar aqui (cenas fortes).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: