Login

Atualize seus dados

Famosos

Ricardo Waddington, chefão da Globo, detalha exigências de Camila Queiroz

O profissional afirmou que "nunca havia visto nada parecido" com as exigências feitas pela atriz

27/11/2021 12:41:52 min. de leitura

A saída de Camila Queiroz da TV Globo continua dando o que falar. Dessa vez, Ricardo Waddington, diretor de entretenimento da emissora, falou sobre o assunto. Em entrevista pra a coluna de Tony Goes, do jornal Folha de São Paulo, o profissional deu detalhes do que ela pediu e afirmou que "em 39 anos de trabalho, nunca viu exigências como as de Queiroz".

Imagem ilustrativa da imagem Ricardo Waddington, chefão da Globo, detalha exigências de Camila Queiroz
Foto: Reprodução: Instagram Ricardo
  

Como motivo inicial da saída, a emissora apontou "demandas contratuais inaceitáveis" vindas a atriz. A história foi confirmada por Ricardo. "Para estender seu contrato por apenas sete diárias a mais, Camila Queiroz fez um conjunto de exigências que não existe no mundo da produção audiovisual. Ela queria alterar o desfecho da Angel. O Tony Ramos não pode fazer isto, a Fernanda Montenegro não pode fazer isto", disse.

Por causa da pandemia da covid-19, muitas produções ficaram atrasadas e tiveram que prorrogar as gravações, inclusive da trama de "Verdades Secretas 2". No entanto, a emissora e a atriz não chegaram a um acordo para assinar a extensão contratual necessária para a conclusão das cenas de Angel.

Camila assinou contrato recente com a Netflix e, ao lado do marido Klebber Toledo, está à frente do reality "Casamento às Cegas Brasil". Questionado se a parceria com a plataforma de streaming ajudou no "término" da atriz com a Globo, o diretor negou. "Independentemente do que aconteceu na relação contratual de Camila conosco, o que motivou sua saída da emissora foram as exigências que ela fez para cumprir uma extensão de apenas sete diárias. Todo o resto do elenco concordou em fazer. Não teve uma única pessoa que dissesse 'ah, não, não vou fazer sete diárias'", explicou.

Segundo ele, além de alterar o final previsto para a personagem e exigir estar numa eventual terceira temporada, Camila queria o poder de aprovar a campanha de lançamento de "Verdades Secretas 3". "A campanha publicitária não é de responsabilidade dos Estúdios Globo. Nem eu tenho como garantir nada para ela. A campanha obedece a uma lógica de marketing, e temos especialistas que estabelecem essa lógica. Eu tenho 39 anos de Globo, 39 anos que eu trabalho com elencos, e nunca havia visto nada parecido".