Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Nego do Borel pode ter mansão penhorada por falta de pagamento de IPTU

Agência Folhapress | 29/01/2022 12:29 h | Atualizado em 29/01/2022, 13:01

A Justiça determinou a penhora de uma mansão do funkeiro Nego do Borel, 29, localizada no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro, pelo não pagamento de mais de R$ 27 mil em IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). O cantor não foi encontrado para comentar o caso.

Imagem ilustrativa da imagem Nego do Borel pode ter mansão penhorada por falta de pagamento de IPTU
 

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, depois de inúmeras tentativas de localizar o cantor, sem sucesso, para que pudesse quitar o valor de R$ 27.065,57, referentes aos anos de 2017, 2018 e 2020, o imóvel poderá sofrer arresto.

A juíza titular da 12ª Vara de Fazenda Pública, Katia Cristina Nascentes, determinou que um oficial de justiça avaliador vá mais uma vez ao imóvel e, caso Nego do Borel não seja encontrado novamente no endereço, proceda ao arresto e avaliação do imóvel.

O cantor ainda terá mais uma chance de quitar suas dívidas com a prefeitura do Rio, em curto espaço de tempo, antes que a Justiça execute a penhora do imóvel.

"Caso o oficial de justiça avaliador encontre o devedor, deverá proceder à sua citação para que pague em cinco dias a dívida com os acréscimos legais até o seu efetivo pagamento ou garanta a execução, sob pena de penhora do imóvel e posterior alienação em hasta pública", diz trecho de nota da magistrada.

Essa casa foi a mesma onde policiais apreenderam dispositivos eletrônicos e R$ 434,92 mil em espécie. Os agentes cumpriam mandado de busca e apreensão. Ele não estava no local no momento. Imóvel do cantor em São Paulo também foi alvo de buscas.

Inicialmente, a Polícia Civil do Rio divulgou que tinha sido apreendido R$ 473,7 mil em dinheiro na casa. Posteriormente, a assessoria da Polícia informou que foi feita uma nova contagem e o número correto era R$ 434,92 mil.

Segundo nota encaminhada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo), a medida está relacionada ao inquérito policial instaurado pela 2ª Delegacia de Defesa da Mulher para investigar a denúncia da atriz e modelo Duda Reis contra o ex-noivo.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS