X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

"Não tenho medo da morte, tenho medo de ficar improdutivo", dizia Jô Soares

Fala do apresentador foi durante entrevista a Marcelo Tas. Vídeo voltou a repercutir nas redes sociais, após morte de Jô

Agência Folhapress | 05/08/2022 13:55 h

Jô Soares
Jô Soares |  Foto: João Batista da Silva / SBT
 

Com a morte do apresentador Jô Soares, uma entrevista do também humorista ao programa Provoca (TV Cultura), de Marcelo Tas, voltou a repercutir nas redes sociais. No trecho, Jô fala sobre a morte e afirma não temê-la.

"Eu não tenho medo da morte, eu tenho medo -sempre tive, aliás- é de ficar improdutivo. Agora de morrer? Eu já vivi 82 anos, só espero morrer assim... Acabou, gastou, apagou o 'Gaslight'", disse ele, na conversa que foi ao ar em março de 2020.

"Quando chegar o momento que Deus falar assim para você 'não querendo te interromper, mas já te interrompendo' e te levar para ficar lá com ele, que memória você espera ter deixado?", questionou então Tas. "A alegria", respondeu Jô.

"Mais profundamente, deixado a esperança em algumas pessoas, que eu pude contribuir com a melhoria de algumas pessoas", completou o apresentador, que comandou durante 16 anos o Programa do Jô, na Rede Globo.

O apresentador e humorista Jô Soares morreu na madrugada desta sexta-feira (5), aos 84 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. A morte foi confirmada por sua ex-companheira, Flávia Pedras Soares, porém a causa ainda não foi divulgada.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS