X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Famosos

Caetano Veloso pede R$ 1,3 milhão à Osklen por uso não autorizado de imagem

Cantor acionou a justiça por danos morais e materiais


Imagem ilustrativa da imagem Caetano Veloso pede R$ 1,3 milhão à Osklen por uso não autorizado de imagem
Caetano pede que a Osklen seja obrigada a retirar de circulação produtos que remetam ao músico e à tropicália |  Foto: Reprodução/Instagram

Caetano Veloso está pedindo R$ 1,3 milhão de indenização em uma ação contra a empresa Osklen, do empresário Oskar Metsavaht, que acusa de usar sem autorização sua imagem na campanha publicitária de sua nova coleção de verão, "Brazilian Soul". O caso corre na 29ª Vara Cível da Comarca da Capital, no Rio de Janeiro.

"Usaram a imagem do autor e do icônico movimento criado por ele para lançar e impulsionar as vendas de uma coleção de roupas com sua marca e, com isso, obter vantagens indevidas, locupletando-se ilicitamente de forma notoriamente parasitária", dizem os advogados do artista, de acordo com a coluna de Ancelmo Gois no jornal O Globo.

A Folha tentou entrar em contato com Oskar Metsavaht, mas não obteve resposta até a publicação deste texto.

Em nota divulgada em agosto pelo jornal carioca, quando foi enviada uma notificação extrajudicial, Metsavaht disse ter recebido o aviso com um misto de surpresa e decepção. Ele afirma que a Osklen celebra a cultura e dá voz a "movimentos culturais dos quais nos orgulhamos como brasileiros".

"Tropicália designa um movimento cultural brasileiro, símbolo de liberdade de expressão, o que aumenta minha surpresa frente ao pleito desta suposta infração. O assunto está sendo avaliado e será tratado dentro das instâncias devidas", escreveu.

O cantor pede que sejam pagos em danos morais R$ 300 mil, pela Osklen e por Oskar Metsavaht, e R$ 1 milhão em danos materiais. Também pede que a Osklen seja obrigada a retirar de circulação produtos que remetam ao músico e à tropicália, bem como sejam removidas as publicações que remetam ao artista e ao movimento.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: