X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Advogado de Chico Anysio nega que tivesse relação conturbada com família do humorista

| 12/06/2020 13:26 h

O advogado de Chico Anysio, Paulo Cesar Pimpa, 67, desmentiu a afirmação da viúva do humorista, Malga di Paula, 50, de que ele tinha uma relação conturbada com a família do artista, e afirmou estar chateado com as acusações. Ele move atualmente uma ação de R$ 30 mil contra ela por calúnia e difamação.

"Sempre fui amigo dele, de frequentar a casa. Sempre estava presente, esses anos todos não foram em vão. Eu me fiz presente nas horas em que ele mais precisou de mim, inclusive no dia em que ele faleceu eu estava lá", disse Pimpa à reportagem, descrevendo sua relação com Chico Anysio, morto em 2012, como amizade.

A polêmica teve início após Malga di Paula acusar Pimpa de ter realizado um trabalho malfeito no testamento do artista, além de ter uma relação difícil com a família, durante entrevista ao canal de Antônia Fontenelle no YouTube. Por conta disso, a apresentadora também é acusada pelo advogada na ação.

"Ele [Chico Anysio] não ouviu o conselho que eu dei e os amigos deram para trocar de advogado. Ninguém confiava nesse advogado, mas ele continuava confiando", afirmou a viúva na ocasião. "Este senhor fez um testamento que é uma coisa absurda. Um estudante de direito do 1º semestre faria algo melhor."

Segundo o advogado, Malga di Paula e Antônia Fontenelle não se preocuparam com sua reputação ao lhe atribuírem um trabalho malfeito. "Atribuiu a mim ofensas diretas, inclusive com a menção do meu nome completo publicamente, e o mal-uso de minha atividade profissional como testamenteiro", explica.

Pimpa afirma ter uma boa relação com os filhos de Chico Anysio até hoje. "Não é verdade o que ela disse, eu ajudava muito os filhos dele. Eu realmente estou chateado com isso", afirma ele, se referindo às acusações de que, por erro dele, um dos filhos do humorista ficou fora do testamento.

Apesar de ser advogado, Pimpa não está à frente da ação, tendo contratado um escritório de sua confiança. Além do pedido de indenização por calúnia e difamação, ele também acionou a Justiça para que a entrevista de Malga di Paula fosse tirado do ar, o que foi acatado pelo juiz da 4ª Vara Cível da Barra da Tijuca.

Antônia Fontenelle respondeu em suas redes sociais que estava sofrendo censura e que queriam "amordaça-la". "Meu canal tem seis anos, é um veículo de comunicação, eu presto um serviço. O que um convidado fala a respeito de quem quer que seja, não é de responsabilidade minha. Eu apenas ouço, não faço juízo de valor."

Para Pimpa, no entanto, Fontenelle foi além do que deveria durante a entrevista. "Inclusive chegou a me comparar com outro advogado que eu nem conheço. Ela colocou o meu nome publicamente na telinha. Não foi à toa que o juiz já deu a liminar para que ela tirasse [a entrevista] do ar."

A reportagem tentou contato com a viúva do comediante, Malga di Paula, mas sem sucesso até essa publicação.

HISTÓRICO

Em março deste ano, a Justiça do Rio de Janeiro declarou nulo o testamento deixado pelo humorista Chico Anysio, que morreu aos 80 anos, em março de 2012, após ter complicações em decorrência de uma infecção pulmonar.

Segundo Adailton Rodrigues, um dos representantes de Malga di Paula, a decisão da 2ª Vara da Família da Barra da Tijuca acontece por que o humorista teria destinado 100% de seu patrimônio, contrariando a determinação legal que destina 50% desses bens aos seus herdeiros. Ele deixou, além da mulher, oito filhos.

Segundo o ex-colunista do UOL, Léo Dias, o artista deixou um patrimônio estimado em R$ 150 milhões, só que ele deixou de fora do testamento seu filho Lug de Paula, que ficou conhecido pelo personagem Seu Boneco, da Escolinha do Professor Raimundo.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS