Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Edu Porto: Galã da TV e campeão de pipa

| 11/08/2021 16:40 h

Ator, roteirista, produtor, empresário e amante de pipas! Mais do que isso, Edu Porto, 36, já foi campeão em torneios profissionais e defende a pipa como atividade terapêutica.

“Soltar pipa tem o poder de desligar a mente e divertir! Tipo montanha-russa, sabe? Não dá para pensar em nada, é só sentir! Isso é um braço da terapia! Isso me equilibra muito!”, salienta o ator, que está na reprise da novela teen “Malhação - Sonhos” como Braun, o lutador de Muay Thai.

Segundo Edu, a relação com as pipas surgiu ainda quando ele era pequeno. “Em aniversário, final do ano, Dia das Crianças, minha mãe perguntava o que eu queria de presente. Eu respondia: 'pipa e linha'”, recorda o artista.

Edu Porto: "De uns anos pra cá, foi montada uma liga esportiva de pipa, da qual eu faço 
parte e coleciono alguns troféus".
Edu Porto: "De uns anos pra cá, foi montada uma liga esportiva de pipa, da qual eu faço parte e coleciono alguns troféus". |  Foto: Reprodução/Instagram

Porém, a “profissionalização” aconteceu há pouco tempo. “De uns anos pra cá, foi montada uma liga esportiva, da qual eu faço parte e coleciono alguns troféus. Todos estão numa estante lá na casa da minha mãe, que vive na comunidade do Santo Cristo, no Rio de Janeiro”, explica ele.

Com tantas ocupações diferentes, Edu se considera um malabarista da vida. Mas não basta apenas equilíbrio. “É preciso vontade de realização e foco. Tenho um delivery de comida japonesa, loja de açaí/sorvete, carreira e casamento”, lista ele.

Edu tem uma enteada de 16 anos que, segundo ele, já está acostumada com o sucesso e até dá pitaco sobre os papéis e as novas histórias nas quais o ator vai se jogar.

“Como ela é bem inteligente, já fala: 'Esse personagem aí não presta não, hein?! (Risos) Olha, não vai seguir esses passos não'!”, orgulha-se Edu, que fez parte do elenco da novela “A Força do Querer” e que está na comédia “4 Amigas Numa Fria”. O filme foi rodado na Argentina e tem no elenco nomes como Fernanda Paes Leme e Maria Flor.


“É tipo: faça tudo o que der hoje!


AT2 É formado em Educação Física e começou a carreira como modelo fotográfico. Qual é a sua maior paixão? Atuar ou praticar esportes?

Edu Porto Hoje, com certeza, atuar, mas não deixo a atividade física de lado, não!

Também já atuou como personal trainer. Concorda que essa é uma profissão que mexe com o imaginário feminino?

Verdade! Você estar ali: motivando, transformando a vida de uma pessoa, elogiando, dando atenção... O assédio vem naturalmente.

A partir de que momento de sua vida deu uma reviravolta e a arte se tornou presente?

Foi quando fiz minha primeira publicidade. Ganhei em um dia o que ganhava no mês todo! Foi bem difícil, por vários motivos. Era algo novo, incerto e bem complexo! Só segue quem estuda e se dedica!

Está na reprise de “Malhação”. Qual é a sensação de se rever na pele do lutador Braun?

Quando você bate de frente com um trabalho do passado, vêm muitas coisas na cabeça. A gente lembra dos bastidores, dos amigos que fizemos e de todo o processo para chegar a um resultado final. Como estamos sempre em evolução, é interessante ver o seu trabalho daquela época. Bem interessante!

De onde veio a sua veia empreendedora?

Acho que veio de uma necessidade de estar com cabeça tranquila para fazer o que amo: atuar! Estamos em tempos difíceis para empreender, mas não paro! Gosto de desafios! Agora, estou abrindo uma marca de açaí. Já, já estaremos franquiando.

E a pandemia? Como tem lidado com esse processo de retomada à vida normal?

Olha, foi o período que mais trabalhei, pelo fato de um dos meus negócios ser delivery!

Quais hábitos acabou incorporando na sua rotina por causa da pandemia?

Dormir muito tarde por causa do delivery de japonês. Agora a vida “acalmou”!

Tem vontade de ter filhos?

Claro que tenho! Apesar de já ter uma enteada de 16 anos. Estamos juntos desde os 4 anos, mas já, já vem um baby por aí! Estamos em tempos difíceis. Gerar uma criança nesse tumulto todo é algo bem complexo, mas, com muito trabalho e amor, tudo se resolve!

Aos 36 anos, você já deu vida a diferentes personagens. Qual deles contribuiu mais para o seu crescimento pessoal ?

O personagem André, que fiz na peça “Guerra Doce” , é um cara jovem que contraiu HIV muito cedo e começou a enxergar a vida de outra forma! Peguei um pouco dele e passei a ver muitas coisas com o olhar do André. É tipo: faça tudo o que der hoje!

Também é roteirista e produtor. O que um projeto precisa para entusiasmá-lo?

Precisa ter uma história surpreendente e potente! Um diálogo pautado na complexidade da relação humana! Teatro é vida!

Como enxerga o seu futuro?

Retomar com projeto de viajar o Brasil com meu espetáculo. Nessa profissão, a gente tem que adaptar a expectativa a uma realidade. Por exemplo: se aparecer um convite irresistível para TV, você tem que adiar todos os outros.

Quais são os seus trabalhos futuros?

Se não fosse a pandemia, seria a retomada aos poucos, mas iremos esperar mais um pouco.
No cinema, já vai sair o filme: “4 Amigas Numa Fria”. Faço um personagem ousado! O filme estava previsto para estrear no meio deste ano, mas foi adiado. Acredito que no final do ano!

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS