X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Entretenimento

Como é 'O Astronauta', drama sci-fi de Adam Sandler que é um dos filmes mais vistos da Netflix?


Em uma videoconferência diretamente do espaço, o astronauta checo Jakub Procházka responde à pergunta ao vivo de uma garotinha na Terra. "Li que você é o homem mais solitário do mundo", diz ela. O comandante nega. Apesar de estar há seis meses em uma missão solo nos confins de Júpiter, há comunicação a todo momento com a base de operações e com sua esposa, explica. EmO Astronauta, drama de ficção científica de Adam Sandler recém-lançado pela Netflix (e que figura entre os filmes mais assistidos no Brasil), a ação emerge da mente do protagonista, sendo os belos cenários intergalácticos meros coadjuvantes.

O semblante abatido não apoia a mensagem que tenta passar para a humanidade. Além das agruras do isolamento completo, o astronauta enfrenta, nos bastidores, dificuldades para falar com Lenka (Carey Mulligan), a mulher grávida que deixou para trás - ela quer pôr um fim na relação, mas sua mensagem em vídeo é interceptada para preservar a saúde mental delicada do marido. O casamento já andava em crise. Seis meses depois, ele sabe que algo está errado.

Nesse cenário aflitivo, Jakub ganha uma companhia inusitada: um ser alienígena em formato de aranha gigante (dublada por Paul Dano), que fala com ele com voz mansa e revela curiosidade para entender o ser humano. Depois de conquistar a confiança do astronauta, é apelidado de Hanus. Quer ajudá-lo com o sofrimento emocional causado pelo afastamento e força o homem a examinar memórias que ele evita a todo custo resgatar.

Conversando com um inseto gigante enquanto flutua no espaço, Jakub se pergunta se está ficando louco. Seria o misterioso Hanus uma invenção de sua mente? É o questionamento posto, também, ao espectador. Não espere aventuras intergalácticas arrebatadoras, mas sobretudo uma jornada interna, existencial e um pouco monótona. No centro da trama está um quebra-cabeças psicológico que o personagem de Sandler tenta montar com lembranças que vão desde cenas da infância até os momentos em que o amor ainda prevalecia entre ele e Lenka. Tudo isso com a orientação de um terapeuta aracnídeo. Baseado no livro homônimo de Jaroslav Kalfar, o filme é dirigido por Johan Renck, que comandou a minissérie Chernobyl, da HBO.

Adam Sandler já provou que sabe fazer um papel sério tão bem quanto consegue arrancar boas gargalhadas da audiência, inclusive com Joias Brutas, outra parceria com a Netflix. Em O Astronauta, sua interpretação fica ainda mais soturna. Talvez, até demais, ao ponto de a introspecção do protagonista tornar o filme cansativo lá pelas tantas - momento em que uma piada bem entregue por Sandler faria bem.

Confira o trailer

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: