Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Careca sim, por que não?

Estudo de tendências feito por empresa internacional prevê que cabeças raspadas estarão em alta ao longo de 2022

Marcela Delatorre, do AT em Família | 24/01/2022 15:08 h

Letícia Villa Dias diz que sempre teve vontade de raspar a cabeça, mas só tomou coragem durante a pandemia
Letícia Villa Dias diz que sempre teve vontade de raspar a cabeça, mas só tomou coragem durante a pandemia |  Foto: Acervo Pessoal
 

Mais do que uma parte do visual, o cabelo é um modo de expressar atitude, humor e estilo. Atualmente,  independente do motivo, mais mulheres têm apostado no cabelo raspado para compor o visual, e, segundo a empresa internacional de previsão de tendências WGSN, pessoas carecas, sejam homens ou mulheres, devem fazer parte de uma onda de beleza que marcará 2022.

A designer Letícia Villa Dias conta que sempre teve vontade de raspar a cabeça, mas nunca teve coragem. “Sempre fui insegura em relação ao meu cabelo e aparência  devido à pressão estética da sociedade. Ficava pensando que as pessoas iriam me criticar”.

Mas durante os primeiros meses de pandemia ela decidiu mudar. “Passei por um processo intenso de autoconhecimento e um belo dia pensei: Por que não?. Então, em agosto de 2020, raspei o cabelo e não me arrependo nem um pouco. Adorei o resultado”.

A psicóloga Rafaela Augusta afirma que, de modo geral, o cabelo é um símbolo de expressão muito forte para as pessoas e, para as mulheres, tem uma questão cultural muito forte. 

“Socialmente há uma construção de um padrão hétero-cisgênero-branco. O empoderamento surge como forma de se reconhecer e se aceitar, o que, por algumas vezes, luta contra esse padrão socialmente estabelecido”.

Ousadia

Sustentando essa onda, o cabeleireiro Jordélio Vieira ressalta que nos últimos tempos as mulheres estão se permitindo ousar. 

“Em Vitória elas sempre foram mais tradicionais, mas isso está mudando. Estamos vendo um toque de ousadia em suas escolhas e preferências”.

Para Letícia, além de ser uma tendência, raspar o cabelo também transmite um símbolo de libertação feminina. 

“Acredito que essa é uma das muitas formas de demonstrar que podemos tudo, podemos ser o que quisermos ser e estar onde quisermos estar”.

Ela conclui afirmando que o cabelo raspado é um visual que mostra o quão segura e autêntica  uma mulher pode ser. 

“Acho importante a gente se sentir bem com nosso corpo e aparência sem ter o olhar do outro como medidor para aprovação. Faz parte do amor próprio se olhar e se admirar sem precisar que alguém faça isso por você”.

Empresas criam produtos para o couro cabeludo

Não se trata de uma novidade no mercado, mas sim de uma tendência que está se consolidando:  produtos que prometem cuidar não apenas dos fios, mas também do couro cabeludo. Segundo a empresa internacional de previsão de tendências WGSN, 2022 será o ano em que o “Scalp Care” — ou seja,  o cuidado com o couro cabeludo — estará em alta.

Daniela Penteado,  especialista em tendências da empresa,  afirmou em entrevista ao site Metróples que as carecas estão cada vez mais sendo abraçadas.

“Temos observado o surgimento de produtos e iniciativas com o propósito de abraçar as carecas em vez de tentar revertê-las”.

Confirmando essa tendência, a diretora de marketing da Balai (empresa capixaba de produtos cosméticos veganos), Gabriela Carleti, ressalta que os investimentos em produtos Scalp Care estão, sim, cada vez mais em alta. 

“Os produtos estão sendo pensados e formulados de  forma que não agridam a saúde capilar e o couro cabeludo no uso diário”.

Ela diz ainda que os investimentos estão sendo feitos em ativos naturais e farmacêuticos que colaboram para uma ação anti-inflamatória e refrescante.

Daniela Penteado ponderou que nem todas as regiões do Brasil estão prontas para aderir à moda, mas diz que a indústria da beleza tem um papel fundamental para promover a diversidade.

A modelo Thaylla Oliveira decidiu raspar o cabelo em prol da própria carreira
A modelo Thaylla Oliveira decidiu raspar o cabelo em prol da própria carreira |  Foto: Acervo Pessoal
 

“Só se vive uma vez”

A modelo Thaylla Oliveira, 22 anos, decidiu raspar o cabelo em prol da própria carreira. “Essa área exige coragem e tem desafios. Eu não faço nada sem que enxergue a minha essência, então busquei referências e decidi mudar. Faz 1 ano e 11 meses que estou careca”.

Durante esse processo, ela criou o perfil “World das Carecas” no Instagram. “Criei a página para conversar diretamente com outras mulheres carecas. Queria saber o que as levou a tomar a decisão. Depois pensei: Só se vive uma vez e eu quero fazer parte desse mundo”.


FAMOSAS QUE RASPARAM O CABELO


Demi Lovato, Agatha Moreira e Jada Pinket Smith aderiram à moda do cabelo raspado
Demi Lovato, Agatha Moreira e Jada Pinket Smith aderiram à moda do cabelo raspado |  Foto: Reprodução/Instagram
 

Demi Lovato 

  • Atração confirmada no Rock In Rio 2022, Demi Lovato surpreendeu nas redes sociais com o cabelo raspado.

Agatha Moreira

  • Outra famosa que mudou radicalmente o visual foi a atriz Agatha Moreira, que recebeu diversos elogios.

Jada Pinkett Smith

  • Jada Pinkett Smith foi incentivada a raspar o cabelo pela filha Willow Smith, que também adota o visual careca.
Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS