Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

"Agora, a correria é dentro de casa”, diz Denise Fraga

| 14/10/2020 12:41 h

Administrar o tempo já era um desafio, mas, em meio a uma pandemia, se tornou uma tarefa ainda mais difícil. Para muita gente, a maratona de atividades é toda em casa.

“A pandemia mostrou que a alta voltagem, esse 220 que passamos a viver ligado sendo um aparelho 110, catalisada pela tecnologia, pela vida virtual, os celulares, as mensagens e o WhatsApp, já está dentro da gente e isso me incomoda muito porque, agora, a correria é dentro de casa. Passamos a inventar coisas pela internet, a ter que cumprir esse excesso de produtividade”, reflete a atriz Denise Fraga, em entrevista ao AT2.

Pouco antes da quarentena, a carioca de 55 anos começava a rodar o Brasil com a peça “Eu de Você”, mas, com o fechamento temporário dos teatros, ela e toda a classe artística teve de se reinventar.

Denise: “O que mais gosto é falar, com leveza, da tragédia cotidiana".
Denise: “O que mais gosto é falar, com leveza, da tragédia cotidiana". |  Foto: Divulgação

Apaixonada por falar da vida cotidiana desde o início dos anos 2000, quando estrelou o famoso quadro de TV “Retrato Falado”, ela voltou a tratar do tema no espetáculo, e, com a pandemia, achou um novo jeito de contar histórias: através da websérie antológica “Horas em Casa”.

Mesmo não gostando da “vida postada”, ela mergulhou no mundo virtual e levou junto não só o marido, o cineasta Luiz Villaça, 55, que assina a direção da peça e da série, como também o filho Pedro, para descrever relações e situações típicas do momento atual.

“Tem uma coisa muito boa como artista dessa ansiedade de produção, dessa inquietude de querer dizer, mas sinto que muito disso é uma corrida, e que, às vezes, é preciso uma quietude”, salienta.

Em meio à correria de se reinventar, Denise se identificou com uma das personagens da atração, que, por conta da agilidade do tempo, se questiona: “Estou ficando louca?”. A atriz tem trabalhado para manter o equilíbrio e driblar os desafios do mundo contemporâneo.

“Tenho pensado em me doutrinar mais para essa quietude, sou uma eterna aprendiz da meditação. Nunca consigo meditar exatamente, mas vou sempre tentando”, diz.

O QUE ELA DIZ

Gravações

As gravações da websérie “Horas em Casa” acontecem na residência de fim de semana e de férias de Denise, onde ela passa temporada com o marido, o cineasta Luiz Villaça, e os filhos Nino e Pedro, que faz Cinema e participa do projeto audiovisual. Para filmar, a família utiliza apenas uma câmera de alta qualidade e a criatividade.

“Usamos os abajures de casa como luz e objetos como direção de arte: põe uma cadeira pra cá, tira a mesa pra lá, e vamos usando todos os cantinhos”, conta a atriz ao AT2.

A favor da ficção

“É engraçado filmar minha casa sem precisar mostrar eu tomando café da manhã ou na piscina. É bonito estar mostrando minha casa a favor do meu ofício, da ficção. É cômico como essas personagens estão povoando a minha casa e essas histórias estão ficando pelos cantos. Acredito nessa energia que fica”, afirma.

“Não é só 'adorei'”

“Fico feliz com a qualidade dos comentários no meu Instagram, porque não é só 'adorei', 'maravilhoso'. As pessoas falam do quanto ficaram tocadas por aquilo e fazem verdadeiras reflexões”, salienta.

“Maior que a pandemia”

“Acho que a 'Horas em Casa' vai continuar, porque se tornou maior do que a pandemia. Esse panorama das sensações da semana pelo lado íntimo, pela vida de cada um, que a gente identifica como sendo nosso, é um formato muito possível para seguir após a quarentena. E vamos continuar gravando em casa, é a característica do programa”.

Momentos raros

Denise revela o segredo para manter o equilíbrio em família. “É curtir, de alguma maneira, a possibilidade de estar junto. Não é fácil essa vida dupla, mas a gente brinca, ouve boa música, vê filme, cozinha, procuramos aproveitar uma coisa que é rara: estarmos juntos na mesma casa por tanto tempo. A vida corrida tem nos privado muito disso”.

“Sempre achei essa vida postada muito fake”

AT2 Fala sobre “Horas em Casa”, sua nova websérie?

Denise Fraga Eu e o Luiz somos parceiros na vida e na arte e, no início, tive vontade de colher histórias no Instagram, como já vinha fazendo na peça “Eu de Você”, mas não deu muito certo.

Até que nos juntamos com a turma que sempre trabalha com a gente, e fizemos o que virou um filhote do espetáculo. Não é completamente o que acontece na peça, mas tem essa ideia de eu, sem me caracterizar, sem maquiagem, passar pelas experiências dos outros.

E como surgem as histórias?

As histórias não são reais, mas muitas são inspiradas em histórias que a gente soube junto dos roteiristas. Tiramos também muitas histórias de jornais, mas é uma ficção.

E os desafios do projeto?

Sabia da necessidade do Instagram na vida dos atores, mas sempre achei essa vida postada muito fake. E a pandemia acabou trazendo para mim e o Luiz essa maneira de existir verdadeiramente. Desde “Retrato Falado”, temos esse amor pela vida cotidiana. O que mais gosto é falar, com leveza, da tragédia cotidiana.

Também tem o desafio de entender essa coisa do YouTube, que precisa de inscrições no canal. Precisamos arranjar um jeito de monetizar isso, porque estamos fazendo tudo de graça e existe uma equipe por trás desse trabalho.

Como separam trabalho de vida pessoal neste momento?

Essa divisão é uma grande questão para um casal que trabalha junto, ainda mais quando trabalha com algo pelo qual é apaixonado, que é nosso caso. E é difícil separar. A websérie também surgiu da nossa dor, então tudo é um pouco misturado. Digo que quem trabalha com a gente acaba lucrando, porque não paga nossas horas extras. Não tem jeito, às vezes estamos escovando os dentes e falando de uma cena.

Qual lição você leva desse período caótico?

Há uma tristeza, pessoas estão morrendo. Então, tudo isso vira uma reflexão para uma nova vida que, digamos, recomeça, para colocarmos mais atenção no outro, porque fomos jogados na virtualidade. Quem não era antes, foi jogado por necessidade, porque virou nossa ponte para a existência.

Temos que pensar. Vivemos num tempo que não dá para viver desatento, “deixa a vida me levar”, porque você vai ser sugado pelo computador e celular, e acabar rolando seu dedo eternamente por essa tela, sem nunca se satisfazer.

SERVIÇO

“Horas em Casa”
O quê: Websérie semanal estrelada por Denise Fraga
Direção: Luiz Villaça
Roteiro: Cassia Conti, Rafael Gomes e Silvia Gomez
Quando: Sempre aos sábados
Onde: No canal “Eu de Você” no YouTube

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS