search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Enfermeira pede desculpas e diz que está com consciência tranquila

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Enfermeira pede desculpas e diz que está com consciência tranquila


A enfermeira Nathanna Faria Ceschim (Foto: Reprodução / Instagram)
A enfermeira Nathanna Faria Ceschim (Foto: Reprodução / Instagram)
A enfermeira Nathanna Faria Ceschim, que, na última semana, gerou polêmica ao supostamente ironizar eficácia da vacina contra a covid-19, voltou às redes sociais nesta segunda-feira (25) para pedir desculpas. Por fazer parte do grupo prioritário de profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a covid, ela foi vacinada no Hospital Santa Casa de Misericórdia, em Vitória, onde trabalha.

Nos vídeos publicados na última sexta, Nathanna chega a dizer que "tomou a vacina apenas porque quer viajar", mostra o comprovante de que foi imunizada pela vacina Coronavac na Santa Casa e ironiza o que chama de "vírus criado pela China, que também disponibilizou a vacina para combatê-lo". Em outro momento, ela liga o seu pensamento a sua "posição política".

Na nova sequência de vídeos, a enfermeira diz que está "com a consciência tranquila", "que não cometeu crime alguém, não desviou recursos contra a covid-19 ou desprezou ou desviou qualquer dose de vacina". 

"Foi um vídeo caseiro, dentro da minha casa, sem roupa de trabalho, não envolvi o nome de ninguém ou de nenhuma instituição. Apenas exerci o meu direito de cidadã de expressar a minha opinião. A minha liberdade de expressão. Apenas isso", afirmou.

A enfermeira disse ainda que não zombou das pessoas que morreram ou que foram acometidas pela doença e reforçou que "jamais incentivou que as pessoas deixassem de se vacinar".

"Peço desculpas a todos que entenderam de forma diferente e se sentiram ofendidos. Quem sou eu para tirar a fé de quem tem fé nesta vacina. Não estou aqui para fazer propaganda contra a vacina. Mas a (diz o próprio nome) aqui acha que mesmo tomando a vacina, nós iremos ficar vulneráveis e pegar a doença, devido o percentual de segurança que ela oferece. Apenas isso", disse.

Hospital discorda

Ao Tribuna Online, no último sábado (23), a Santa Casa de Misericórdia de Vitória declarou "não compactuar com este tipo de pensamento". A instituição reforçou que a enfermeira atua na linha de frente do combate ao coronavírus e, por este motivo, foi imunizada na instituição no último dia 19 de janeiro.

"Em toda a sua história (a Santa Casa) sempre defendeu e esteve ao lado da ciência, e não seria agora que mudaria sua postura, em um momento tão difícil. Acreditamos na vacina e esperamos que, em breve, não só os funcionários, mas toda a sociedade possa ser imunizada. É dever e pilar da Santa Casa, há mais de 400 anos, zelar pela saúde e pela vida do próximo, seja ele quem for", diz a instituição em nota.

A Santa Casa reforçou ainda que irá investigar a conduta da enfermeira por aparecer em um vídeo sem máscara no posto de trabalho, durante o expediente, "uma prática que é proibida e que é do conhecimento de todos os colaboradores, desde o início da Pandemia", diz a entidade. As medidas, segundo o hospital, "são necessárias para garantir a segurança de seus pacientes e a manutenção das normas e condutas fundamentais para o bom atendimento assistencial".

Também no sábado, o Conselho Regional de Enfermagem do Espírito Santo (Coren-ES) abriu um procedimento para investigar se houve infração ao Código de Ética da Enfermagem no caso que envolve uma enfermeira do Hospital Santa Casa de Misericórdia, em Vitória. De acordo com o órgão, as penalidades nesse tipo de procedimento vão de advertência à cassação do registro profissional.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados