search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Emicida e TUYO participam do Festival Atlas das Juventudes
Publicidade | Anuncie

Música

Emicida e TUYO participam do Festival Atlas das Juventudes


O rapper Emicida, a banda TUYO, o funkeiro Mc Marks e a repentista Jessica Caitano estão entre os nomes que compõem a programação do Festival Atlas das Juventudes, que acontece dos dias 9 a 12 de junho, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube do projeto.

O evento marca o lançamento do Atlas das Juventudes, a plataforma sobre as juventudes atuais, resultado de uma pesquisa nacional que durou dois anos, coordenada pelas redes de organizações Em Movimento e Pacto das Juventudes pelos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, e que mapeou e destacou quem são os brasileiros de 15 a 29 anos.

Dentro da programação, será lançado também a pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus”, coordenado pelo CONJUVE junto a outras organizações, que traz importantes descobertas sobre os impactos atuais da pandemia na vida das juventudes.

“Vivemos um momento crucial para garantir a inclusão e sustentabilidade das nossas juventudes. Por isso realizamos uma extensa pesquisa e envolvemos uma grande diversidade de organizações para que qualquer ator da sociedade possa utilizar os dados em prol de garantir os direitos das juventudes”, diz Mariana Resegue, co-realizadora da pesquisa e secretária executiva do Em Movimento.

Mariana ainda explica que a ideia do festival surgiu para aumentar o alcance da pesquisa e fazer com que ela chegue em quem precisa chegar. “O projeto resolveu fazer um grande festival com diversas atrações para chamar a atenção sobre as potencialidades e os desafios que os jovens vivem hoje no Brasil”, completa.

Online e gratuito, o festival entende a potência plural dos territórios que as diversas juventudes brasileiras estão inseridas. Além das apresentações musicais, o Festival Atlas das Juventudes também apresenta mesas de debate, oficinas, mesas de apresentação e diversas apresentações culturais.

“O Festival será um momento de reconhecimento e celebração da diversidade e das potencialidades da maior geração de jovens da história do país, mas também um importante espaço para o debate sobre os principais desafios, caminhos e perspectivas em um contexto de violação de direitos, agravados pela pandemia do coronavírus”, afirma Marcus Barão, presidente do CONJUVE e co-realizador do Atlas.