search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Embates preocupam o ministro da Defesa
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Embates preocupam o ministro da Defesa

Interlocutores do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, dizem que ele está muito “preocupado” e “pensativo” com o momento. Nos bastidores, a crítica dele seria direcionada especialmente ao Judiciário.

Foi nesse contexto que o comandante das Forças Armadas teria concordado com a nota do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, de que há uma “evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os Poderes” e que a apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro pode ter “consequências imprevisíveis”.

Como é? Apesar de a fala de Heleno ter sido interpretada no mundo político como ameaça, interlocutores do ministro da Defesa rechaçam qualquer possibilidade de ruptura institucional.

Pera lá. Militares de alta patente de fora do governo até concordam com Heleno, mas criticaram a divulgação da nota. Oficiais das unidades de pronta resposta, que ficam nas bases militares e quartéis, sumiram. O silêncio é significativo: costumam sempre apoiar o general em tudo.

Tá ok. O ministro do STF Celso de Mello enviou à Procuradoria-Geral da República o pedido de apreensão dos celulares do Presidente e de seu filho, Carlos. O procedimento é praxe.

Sétima arte. Brasília passou a semana na expectativa de qual seria a edição do vídeo da reunião ministerial por Celso de Mello. No fim do dia, brincava-se que foi um diretor adepto do estilo de planos-sequência.

Ufa. A reprodução do vídeo da reunião de 22 de abril gerou um certo alívio para parlamentares do Centrão, novos “aliados” do governo. A leitura é de que não houve “bala de prata” e que repercutiu muito bem entre bolsonaristas.

Ufa II. O grupo avalia que a oposição não conseguirá intensificar a pressão pelo impeachment. Este cenário exime o Centrão de ter de se articular para barrar a iniciativa agora. Querem guardar forças para quando, e se, for preciso.

Não, não. Parlamentares da oposição, por outro lado, acreditam que a pressão da sociedade vai aumentar e que a força dos aliados do Presidente “tem limite”.

Ação. A JBS negocia o destino dos R$ 400 milhões doados pela empresa para o combate à Covid-19 no País. No Distrito Federal, será reformada e mobiliada uma ala desativada de um hospital a ser definido pelo governo.

Ação II. Em outros locais, a JBS construirá hospitais modulares com base em “alinhamento entre o comitê gestor do projeto e o poder público para que a ajuda seja a mais efetiva possível”, diz Joanita Karoleski, coordenadora das doações.

Futuro. O objetivo é atender desde demandas emergenciais até ações que sejam vistas como um legado. As doações serão destinadas a 17 unidades da Federação e 162 cidades.

No verão... O ex-ministro Sergio Moro deixou a magistratura e o governo Bolsonaro, mas criminalistas continuam na sua cola.

...passado. O grupo Prerrogativas, que reúne cerca de 400 juristas e entidades representativas do Direito, realiza hoje a live: “A suspeição do ex-juiz Sergio Moro na Lava a Jato em debate”.

Click. O líder do DEM, Efraim Filho (PB), voltando para o estado se deparou com o aeroporto de Brasília completamente vazio - uma raridade antes do coronavírus.


Pronto, falei!


Sobre fala do ministro em reunião

"Ricardo Salles faz o Brasil passar vergonha. Não vamos ceder um milímetro no Congresso. Seguiremos na defesa da nossa biodiversidade”, Rodrigo Agostinho, deputado federal (PSB-SP).

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Prefeitos temem não pagar salários de maio

A demora do presidente Jair Bolsonaro em sancionar a lei que autoriza o repasse direto da ajuda de R$ 60 bilhões para estados e municípios enfrentarem os efeitos da Covid-19 deixou prefeitos de todo …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Ministros do Supremo perguntam: e a Saúde?

Mais do que as ofensas e os palavrões presentes na reunião de 22 de abril, escancaradas pelos vídeos divulgados na última sexta-feira, uma ausência impressionou mais ministros do Supremo Tribunal …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Em “paz” com Bolsonaro, Maia sai do alvo das redes

O “armistício” entre Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia (DEM-RJ), firmado há pouco mais de um mês, passou por um pacto de não agressão nas redes sociais. Depois de uma avalanche de pedidos por “Fora, …


Exclusivo
Coluna do Estadão

“Isolamento social” deve ficar de fora de reunião

O Planalto quer aproveitar a primeira reunião do Presidente com todos os governadores desde o início da pandemia para melhorar o diálogo institucional. A expectativa é de que a conversa ocorra sem as …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Secretários se queixam da ausência de Regina

No mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro expôs Regina Duarte a um novo capítulo de fritura pública, completaram-se dois meses que a secretária de Cultura não se reúne com o colegiado de …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Nos estados, protocolo de cloroquina não muda

O novo protocolo de uso da cloroquina no tratamento de pacientes com coronavírus do Ministério da Saúde deve acabar ignorado nos estados. Governadores ouvidos pela coluna, de norte a sul, relatam que …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Barroso pede dados sobre eleição na Coreia

O ministro Luís Roberto Barroso, prestes a assumir a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, pediu ao futuro assessor internacional do Supremo, José Gilberto Scandiucci, informações sobre como …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Municípios querem fila única de leitos de UTI

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) elaborou um estudo em que defende a implementação da fila única de leitos de UTI para tratamento de pacientes com coronavírus. O documento, obtido com …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Antes de sair, Teich fez gesto pela Federação

Antes de deixar o Ministério da Saúde, Nelson Teich teve uma conversa na quinta-feira com secretários estaduais e municipais de Saúde e com a Organização Pan-Americana da Saúde. Segundo quem …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pressão aumenta, mas não abala João Doria

A reunião de Jair Bolsonaro com empresários, organizada pela Fiesp e na qual o Presidente pediu pressão sobre governadores, não abalou nem comoveu João Doria, que viu no gesto exagero típico do …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados