search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Em revés de Moro, Lava a Jato pode ser afetada
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


Em revés de Moro, Lava a Jato pode ser afetada

O saldo da primeira batalha do pacote de Sergio Moro no Congresso, segundo parlamentares, juristas e integrantes do governo, é desfavorável ao ex-juiz.

Além de quebrar o eixo do projeto do ministro ao derrubar o plea bargaining (acordo a partir de confissão de culpa) e o excludente de ilicitude, os deputados impuseram sigilo às delações, que também não poderão ser usadas para medidas cautelares, recebimento de denúncia ou queixa-crime e sentença condenatória. Se o texto for mantido, a Lava a Jato poderá ser atingida, avaliam juristas.

Doeu. Em privado, o ministro Moro lamentou o revés, imposto a ele principalmente por entidades de advogados em parceria com deputados de esquerda, como Marcelo Freixo (Psol-RJ), e de centro, como Fábio Trad (PSD-MS).

Resumo. Presidente da comissão da PEC da Segunda Instância, Marcelo Ramos (PL-AM) avalia o texto aprovado como positivo: “Boa resposta à impunidade, sem resvalar em direitos e garantias individuais”.

(Foto: Breno Pires/Coluna do Estadão)
(Foto: Breno Pires/Coluna do Estadão)
CLICK. A equipe da Justiça, parabenizada por Moro, comemorou no plenário da Câmara a aprovação do pacote anticrime. O texto agora será analisado no Senado.

Ficou. Apesar de o pacote anticrime ter sido desidratado, integrantes do Ministério da Justiça comemoraram a manutenção no texto do fim da progressão de pena para condenados ligados a organizações criminosas, como PCC, Comando Vermelho e milícias.

E eu te grito... Gilberto Gil, Caetano Veloso, Chico Buarque (a nata da MPB) e mais 120 artistas enviaram carta ao presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.

...esta queixa. Pedem uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo contra a MP de Bolsonaro que desobriga hotéis e navios de pagar direitos autorais por músicas tocadas em seus quartos. A OAB decidiu encampar o pedido.

Mesa. Depois de uma reunião no Planalto, o deputado estadual Fred D’Ávila (PSL) já estava no estacionamento quando recebeu uma ligação convidando-o para almoçar com Jair Bolsonaro no palácio.

Fã. Ruralista, D’Ávila é homem forte do bolsonarismo em São Paulo. Trocou, no ano passado, o PSDB pelo PSL para seguir o então candidato a Presidente.

Tcharã! A estrela do almoço palaciano foi Tarcísio de Freitas. O ministro relatou os feitos da Infraestrutura neste primeiro ano de mandato de Bolsonaro.

Alvo. Dos oito processos em análise no Conselho de Ética da Câmara, três são considerados mais espinhosos pelos parlamentares: os de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Boca Aberta (Pros-RS) e de André Janones (Avante-MG).

Corte seco. A disposição da maioria da Câmara é não deixar Eduardo sangrando no colegiado. Há uma defesa feita por líderes dos partidos de centro de que haja uma decisão rápida.

Punição. Avaliam que ele não deve ser cassado, mas é plausível a tese de que pode receber uma suspensão por seis meses. Se isso acontecer, Eduardo ficará sem salário, sem gabinete e sem verbas indenizatórias.

Pela boca. A campanha de Celso Sabino (PA) pela liderança do PSDB na Câmara dos Deputados vem de longe: o tucano desembarca todas as semanas em Brasília com farnel de sorvete e bombom paraenses para mimar os colegas.

Pronto, falei!

Sobre o aumento no fundo para R$ 3,8 bi

Se o dinheiro que vai financiar o imoral fundão eleitoral vem do lucro das estatais, mais um motivo para privatizá-las”.

Marcel Van Hattem, deputado federal, líder do Novo (RS)

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

General atua para manter União da direita

Soaram como tentativa desesperada de manter a direita unida as postagens de Augusto Heleno sobre a nova crise na relação Bolsonaro-Moro. Claro, um rompimento dos titãs do campo conservador tende …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pasta de Moro também vai monitorar esgotos

O Ministério da Justiça também quer monitorar o esgoto dos brasileiros para radiografar o consumo de drogas no País. Essa é a proposta do projeto Cloacina, da Secretaria Nacional de Políticas sobre …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Planalto entrega a Maia lista com prioridades

O governo apresentou a Rodrigo Maia 15 propostas que tramitam na Casa e são tidas como prioritárias. Dentre elas, a mudança no marco regulatório das PPPs, o projeto do Senado de segurança das …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Entorno de Huck vibra com ataque de extremos

Cresce entre apoiadores de Luciano Huck a sensação de que ele está no caminho certo. O motivo? Começou a “apanhar” dos extremos. Em entrevista recente, Lula disse que Huck “não representa a centro-es…


Exclusivo
Coluna do Estadão

Líder do DEM é favorito para comandar CMO

De olho nas eleições municipais deste ano, a cúpula do Congresso tem se articulado para indicar o líder do DEM, Elmar Nascimento (BA), para o comando da Comissão Mista de Orçamento neste ano. A …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Maia terá ainda mais poder, preveem líderes

Se quiser fazer avançar seu governo, Jair Bolsonaro terá de conviver em harmonia com um Rodrigo Maia ainda mais poderoso neste ano, avaliam líderes do Congresso. É o preço a ser pago pelo Presidente …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Com ou sem Regina, guerra cultural seguirá

A demissão de Roberto Alvim e a péssima repercussão do malfadado vídeo com alusões ao nazismo foram um revés para a guerrilha bolsonarista, mas não deverão motivar um cavalo de pau no rumo da …


Exclusivo
Coluna do Estadão

MPF quer manter poder de delações premiadas

Associações de procuradores federais e membros da Procuradoria-Geral da República (PGR) estudam pontos do pacote anticrime sancionado por Jair Bolsonaro que podem ferir a atuação dos Ministérios …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Homicídios mantêm tendência de queda

Em mais um passo para transformar o combate à violência na principal bandeira da gestão Sergio Moro, o Ministério da Justiça passa a divulgar a partir de hoje os dados de homicídios dolosos de mais …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Ex-bolsonaristas de SP negociam formar chapa

Após ter se separado do clã Bolsonaro, o PSL está livre na pista e dá sinais de que fará a fila andar: em São Paulo, busca se aproximar do MBL. A convergência entre o partido e o movimento passa …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados