search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Em confronto com Israel, Hamas mira em aeroporto

Notícias

Publicidade | Anuncie

Internacional

Em confronto com Israel, Hamas mira em aeroporto


Destruição causada pelos ataques aéreos israelenses na cidade de Gaza, nesta quarta-feira (Foto: Adel Hana / AP / Agência Estado)Destruição causada pelos ataques aéreos israelenses na cidade de Gaza, nesta quarta-feira (Foto: Adel Hana / AP / Agência Estado)

A escalada da violência entre israelenses e palestinos aumentou nesta quinta-feira, 13, em duas frentes: a intensificação dos bombardeios na Faixa de Gaza, de onde militantes árabes lançam seus foguetes na direção do território israelense, e os distúrbios em várias cidades divididas por árabes e judeus. Enquanto Israel movimenta tropas para a fronteira com Gaza e para as cidades onde o clima é mais tenso, o movimento palestino Hamas anunciou o lançamento de um potente foguete, com 250 km de alcance, contra o segundo aeroporto do país.

De acordo com um porta-voz do Hamas, o foguete tem como alvo o aeroporto Ramon, localizado próximo da cidade de Eilat, no sul de Israel. O local estava recebendo voos desviados de Tel-Aviv por razões de segurança. O grupo palestino pediu que "companhias aéreas internacionais que suspendam imediatamente todos os voos" com destino a Israel.

Desde segunda-feira, o Hamas lançou mais de 1.600 foguetes contra Israel, enquanto o exército israelense bombardeou Gaza mais de 600 vezes, de acordo com fontes militares. O grande número de projéteis e armamentos bélicos no espaço aéreo israelense já havia alterado o cronograma de voos no país em dias anteriores.

A autoridade de aviação civil de Israel comunicou o desvio de todos os voos com destino ao Aeroporto Internacional Ben Gurion, de Tel-Aviv, para o aeroporto de Ramon. Várias companhias aéreas já anunciaram o cancelamento de voos para Israel. Fontes da United Airlines e American Airlines afirmaram à agência AFP que os voos dos Estados Unidos para Israel foram cancelados "até 15 de maio".

Com a intensificação dos combates, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) terá uma nova reunião nesta sexta-feira, 14, a terceira em uma semana. (Com agências internacionais).

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.