Login

Atualize seus dados

Novas escolas

Governo do Estado anuncia criação de 40 escolas de tempo integral

23/10/2021 09:43:38 min. de leitura

O governador Renato Casagrande anunciou, na manhã deste sábado (23), a criação de mais 40 escolas de tempo integral. Com as novas unidades de ensino, o Estado passará a contar com 132 escolas desta modalidade para o ano letivo de 2022. 

Imagem ilustrativa da imagem Governo do Estado anuncia criação de 40 escolas de tempo integral
Secretaria de Estado da Educação Foto: Arquivo AT
 

No Twitter, o governador anunciou que seriam 39 escolas, mas, posteriormente, em pronunciamento à imprensa, Casagrande informou a criação de 40 escolas. 

"A educação é uma área importantíssima, prioritária e necessária para que a gente reduza as desigualdades gerando oportunidades para as pessoas. O passo que estamos dando hoje é importantíssimo porque estamos abrindo a partir de 2022 mais 40 escolas de tempo integral. A gente assumiu com 32 escolas e, em quatro anos, estamos abrindo 100 escola de tempo integral e alcançando mais de 41 mil alunos que poderão estudar nessas escolas. É uma oferta que está alcançando praticamente todos os municípios do Estado e que mostra esse compromisso, que gera oportunidade", declarou Casagrande.

O governador informou ainda que a meta é que todas as cidades de Estado tenham escolas nesta modalidade. "Com esse anúncio que estamos fazendo hoje, a partir do ano que vem, em 75 municípios. O próximo passo que daremos é chegar a 100% dos municípios tendo escola em tempo integral. Esse é nosso compromisso".

Para o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, o ensino em tempo integral tem uma metodologia que favorece o aprendizado e a criação de novas escolas é importante porque alcança mais pessoas em mais municípios. 

"A gente sabe, independente do contexto de pandemia, que a escola integral tem sua importância pelo menos por duas razões. De um lado, porque ela proporciona mais tempo na escola. Quando o estudante está exposto a mais situações de aprendizagem, isso pra ele é importante. O segundo fator é a metodologia do tempo integral, que é diferenciada e isso acaba se traduzindo tanto em mais tempo na atratividade para que esse estudante fique na escola e não abandone, não evada, e também no ensino, na aprendizagem. De madeira que ele possa também não ser retido, que seja aprovado sempre com notas maiores. Então, nesses dois pontos de vista, do ensino e do fluxo, a escola em tempo integral joga um papel importante. Quando a gente amplia o número de escolas, estamos criando mais condições para que essa situação favorável aconteça para mais pessoas e em mais municípios", afirmou.

*Texto atualizado às 10h15