Login

Atualize seus dados

Educação

Estudante de escola particular que não participar de aula pode ser reprovado

17/10/2020 16:13:31 min. de leitura

Os estudantes de escolas da rede particular que não participarem das atividades remotas ou das aulas virtuais e presenciais podem ser reprovados no fim do ano.

A decisão da forma de progressão dos estudantes ficará a cargo de cada instituição de ensino, avaliando a situação de cada aluno.

O vice-presidente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado (Sinepe-ES), Eduardo Gomes, afirmou que a orientação que existe hoje é que não se reprove aqueles alunos que têm participado das atividades não presenciais.

“Não existe regra que obrigue a escola a aprovar os alunos para o próximo ano ou que a impeça de reprová-los.”

Ele ressaltou, no entanto, que para aqueles que não estão fazendo as atividades do ensino remoto ou frequentando as aulas é possível que tenha de repetir o ano letivo em 2021.

Imagem ilustrativa da imagem Estudante de escola particular que não participar de aula pode ser reprovado
Sala de aula: alunos estudam de forma presencial e também online de casa Foto: Divulgação

“O mês de novembro será decisivo para isso. A escola pode optar por reter esse estudante que não está fazendo as atividades ou frequentando as aulas. Ela pode também aprovar a todos e, no ano seguinte, refazer a organização do conteúdo pedagógico de modo que garanta o aprendizado desses alunos.”

O vice-presidente do Sindicato reforçou que, nesse caso, o aprendizado é o mais importante e acredita até que a decisão de passar o aluno para a próxima etapa deve ser tomada em conjunto com as famílias.

“Tem casos de estudantes que já vinham de outros anos com um comprometimento de aprendizado e que nesse ano isso se intensificou. Como passar esse aluno adiante? Ele conseguiria recuperar esse atraso? Muitas vezes fazer novamente esse ano é uma opção dos próprios pais.”

Ele salientou que na rede não são muitos os casos de estudantes que não estão fazendo nada nesse momento e que as instituições têm feito um esforço grande para garantir formas de aprendizado a todos, mesmo aqueles com dificuldades de acesso.

Abandono
Já para aqueles estudantes que os pais tiraram da escola durante a pandemia e não matricularam em outra instituição, ele afirmou que isso se caracteriza como abandono. Por isso, esses alunos não devem progredir para a próxima etapa em 2021.